Estamos na quarentena, para conter a pandemia do coronavírus, e a principal orientação é ficar em casa. Isso não quer dizer (e nem deve significar) ficar triste ou entediado. Na semana passada, já sugerimos algumas dicas de como aproveitar o tempo em casa. A edição de hoje segue essa linha e apresenta um aplicativo de vídeos que é diversão garantida: o TikTok.

Se você ainda não utilizou o aplicativo, já deve ter visto alguém compartilhar um vídeo feito com ele – e morrido de rir com as dublagens, um dos efeitos disponíveis no aplicativo de mídia. Que tal aproveitar os dias em casa para se inspirar, colocar a criatividade em ação e distribuir alegria, com o Tik Tok? Tempo de sobra para testar diferentes danças, dublagens e brincadeiras não vai faltar. Divirta-se!

Vídeos curtos para se divertir

Ele permite gravar e compartilhar vídeos curtos e virou febre entre a gurizada, com seus clipes de dublagem, efeitos engraçados e montagens. Se você ainda não conhece, esse é o aplicativo TikTok. Desenvolvido pela empresa de tecnologia chinesa Bytedance, ele foi criado a partir da fusão com o antigo Musical.ly.

Éverton Luiz Vogt, 19 anos, descobriu o aplicativo divertido para fazer vídeos, há 4 anos, quando ainda se chamava Musical.ly. Ele lembra que o primeiro vídeo foi uma montagem com um cantor que fazia sucesso na época, logo virou fã e começou a explorar mais os efeitos. “Acho que não tenho mais esse vídeo, mas foi de uma música sertaneja”, recorda.

O TikTok é uma diversão para o estudante do curso técnico em Enfermagem da Unisc, e também uma forma de encarar a timidez e o medo de falar em público. “Sempre tive vergonha de apresentar trabalhos e me considero tímido. Por isso, acho o aplicativo muito importante, ele faz eu me expressar e, parece que fazendo do jeito que está ali ameniza a vergonha”, explica. “Postando eles no Instagram, perco a vergonha de falar para mais pessoas, acho que ajuda na oratória também.”

Neste período de quarentena, por conta do coronavírus, o rapaz comenta que está usando mais ainda o aplicativo. “Nesta semana eu estava com tédio e resolvi gravar um pouco, como demora um tempinho, isso ajuda a passar as horas e ainda é algo engraçado.”

A prima Évelin Vogt, 17 anos, sempre a ajuda na gravação dos vídeos. “Eu e ela sempre fizemos vários vídeos juntos e rimos muito depois”, conta. Normalmente, os sábados de tarde são momentos especiais para fazer as gravações. Os vídeos são postados nas redes sociais dos dois.

Everton é fã do TikTok (Foto: Arquivo pessoal)

“O aplicativo é uma diversão, me faz esquecer dos problemas e ajuda na expressão corporal.”

Éverton Luiz Vogt

Estudante


Entretenimento

Lívia Kist, 15 anos, conhece o aplicativo desde a época do Musical.ly e utiliza a rede social para assistir a vídeos engraçados. “Uso ele quase todo dia, uso ele mais como entretenimento e para passar o tempo”, afirma.

A estudante da Escola Estadual de Ensino Médio Cônego Albino Juchem, geralmente, compartilha os vídeos com os amigos, pelo WhatsApp, para que eles possam rir junto. A preferência são os de animais e comédia. “E admito que, às vezes, entro para pegar algumas músicas”, complementa.

Entre os perfis que ela acompanha, um dos que mais gosta é o da @Anygabrielly. “Aém de ser tiktoker, é uma cantora brasileira que atualmente está na gringa, me inspiro bastante nela. E ela também dá muitos conselhos sobre seguir seus sonhos e essas coisas”, comenta.

Lívia gosta de assistir vídeos engraçados e compartilhar com amigos (Foto: Arquivo pessoal)

“Eu gosto muito do TikTok por ser uma rede social que te prende. Às vezes entro na rede e quando vejo já ocupei parte do meu dia naquilo.”

LÍVIA KIST
Estudante


Falaê, professor

O coordenador dos cursos de Comunicação da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), Willian Fernandes Araújo, observa que o aplicativo criado na China tem a proposta de ser uma plataforma de vídeo semelhante com o Snapchat e Instagram, que oferecem gravações curtas.

Com o tempo, o mesmo aplicativo englobou o Musical.ly, que era outro aplicativo de vídeos, dublagens e músicas, então passou a ter mais opções. “A partir disso, percebo que o TikTok ganhou mais usuários”, afirma.

O professor comenta que, enquanto no Brasil o TikTok é muito usado entre jovens, principalmente nas escolas, nos Estados Unidos, é mais utilizado por crianças.

Willian avalia que o TikTok é importante na desenvoltura das pessoas e quebra muitos paradigmas da expressão audiovisual. “Nesse área sempre precisamos das ferramentas de edição, até no Youtube, mas esse aplicativo muda essa ideia”, afirma, ao citar as possibilidades do próprio aplicativo. “É extremamente competente, é muito fácil de usar, é só ter o celular, não necessita de muitas ferramentas para fazer o vídeo.”

Além disso, ele entende que o TikTok é um facilitador da expressão corporal. “É uma rede que também oferece desafios bons, como de danças, teatros e dublagens. Além de ter muito conteúdo humorístico”, cita.

O professor Willian observa que o aplicativo é competente (Foto: Arquivo pessoal)

“Na área audiovisual sempre precisamos das ferramentas de edição, mas esse aplicativo muda essa ideia. É muito fácil de usar, é só ter o celular.”

WILLIAN FERNANDES ARAÚJO
Coordenador dos cursos de Comunicação da Unisc


Dica

No canal do Youtube TikTok Brasil, é possível assistir tutoriais de como gravar os vídeos, utilizar músicas e efeitos nos vídeos.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome