Um pôr do sol em um dos muitos vilarejos de Cape Cod. (Foto: Josiele Baron/ Divulgação)

PÉ NA ESTRADA

Por Ana Flávia Hantt

Quem ler livros ou assistir a filmes que se passam ao redor de Boston, tem uma grande chance de ver as personagens partindo para um veraneio em ‘the Cape’. É assim com ‘Para Sempre Alice’, estrelado por Juliane Moore, e ‘Garota Exemplar’, com Ben Affleck.

De fato, Cape Cod é a sensação litorânea da região metropolitana de Boston. É como Capão da Canoa, que reúne uma rua para venâncio-airenses, e até uma reprodução à beira-mar da festa do padroeiro.

Para quem vive em Boston, no entanto, com seus invernos abaixo de zero que duram de outubro a abril, a temporada em Cape Cod tem status de vida no paraíso. Com vilarejos charmosos e reservas naturais, essa extensão de terra em formato de gancho que invade o Oceano Atlântico é a garantia de dias ensolarados, despreocupados e sem trânsito. As únicas atividades permitidas são longas caminhadas à beira-mar ou em meio a florestas de pinheiros, leituras e conversas despreocupadas em um dos muitos cafés, esportes aquáticos como stand up paddle, e visitas ao teatro, que em todos os verões apresenta produções com artistas nacionais. Tudo isso, com a companhia de leões-marinhos, golfinhos e peixes exóticos como o estranho peixe-lua.

Assim como no nosso litoral, veranear em Cape Cod é uma tradição familiar que passa de geração a geração, e por isso não é difícil encontrar casas com mais de um século de história. Um reduto de beleza e tranquilidade a poucas horas da cidade grande. O número de cidades que forma Cape Cod é 15.

LGBT em Provincetown

Provincetown, uma das cidades de Cape Cod, é também a cidade ‘mais gay dos Estados Unidos’. Estima-se que o local seja uma referência para a comunidade LGBT+ desde os anos 1920, quando muitos artistas homossexuais se mudaram para a região em busca de inspiração para suas obras. Atualmente, Provincetown possui o maior número de casais do mesmo sexo do país. A estatística faz sentido, já que Massachusetts, favorecida pelo alto nível intelectual de seus moradores, é um dos estados mais tolerantes e inclusivos dos Estados Unidos.

[email protected]

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome