Foto: Reprodução

Hoje é um dia muito esperado pelos fãs gaúchos de Sandy e Júnior. A dupla sobe ao palco neste sábado, 21, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, no show que faz parte da turnê Nossa História. Enquanto isso, uma turma de fãs de Venâncio Aires se prepara para curtir a apresentação e fazer um ‘remember’ da dupla, que faz um resgate histórico dos 30 anos de carreira.

Os cantores, que fizeram sucesso nos anos 90 com mais de 16 discos vendidos, prometem animar os fãs e muitos outros admiradores desta geração, que já rebobinou fitas cassetes ou que dedicou um ‘tempinho’ para decorar a letra das músicas escritas no verso dos CD’s dos filhos de Xororó.

A publicitária Bárbara Teixeira, 29 anos, lembra desta data como se fosse hoje. Ela não se considera ‘fã de carteirinha’ da dupla, mas confessa que Sandy e Júnior fizeram parte da sua infância. Filha de mãe cantora e pai músico, Bárbara e a irmã, a biomédica Deborah Teixeira, 31 anos, sempre estiveram ligadas à música. “Crescemos ouvindo Sandy e Júnior. Eu e minha irmã gostávamos de tocar e cantar em família os grandes sucessos da dupla”, recorda.

Segundo a publicitária, na época, ela e a irmã geralmente ganhavam CD’s da dupla no Natal e trocavam figurinhas, revistas e outros objetos com os colegas da escola. “Tínhamos a discografia completa da Sandy e Júnior”, afirma.

Dos momentos que mais marcaram durante a adolescência, ela lembra de uma vez que ela e a irmã se apresentaram em um videokê, na praia de Cidreira. “Cantamos a música ‘Era uma vez’ e nos divertimos muito”, conta. Um outro momento especial que traz recordações da dupla foi durante uma apresentação de Natal, organizada por Oly Schwingel. Acompanhada do pai e da irmã, Bárbara cantou a música ‘Vamos construir’, de Sandy e Júnior.

A publicitária diz que o primeiro show que assistiu da dupla foi durante a Festa Nacional do Chimarrão (Fenachim), no início dos anos 90. Agora, ela e a irmã vivem a expectativa para recordar a infância, neste sábado, na Arena do Grêmio. “Quando consegui comprar os ingressos para a turnê fiquei fora de mim. Logo providenciei os ingressos para eu e minha irmã, porque ir sem ela não teria sentido”.

Bárbara já separou a camiseta para participar do show de hoje, na Arena (Foto: Taiane Kussler/Folha do Mate)

No primeiro momento, Bárbara não conseguiu adquirir os ingressos, mas assim que concluiu a compra, o coração parecia transbordar de alegria. “Fiquei bem nostálgica em saber que eu e ela participaríamos do show da dupla. Vamos reviver momentos que fizeram parte de nossas vidas”. Segundo ela, as irmãs sempre se identificaram com a dupla, já que viveram a mesma época e apresentavam semelhanças com os dois, pois sempre estiveram ligadas à música. “Naquela época, assistíamos as apresentações de Sandy e Júnior no Domingão do Faustão e não perdíamos a novela ‘Cristal’, só para ver a Sandy”, lembra.

TRECHO DE MÚSICA VIRA TATUAGEM

Que a dupla Sandy e Júnior deixou marcas na infância de Bárbara Teixeira, isto não há dúvidas. Bárbara e amiga Ana Luiza Ávila têm até uma tatuagem no braço com a frase: ‘Love never fails’ (O amor nunca falha, em português), uma música da dupla. As amigas escolheram a canção porque gostavam muito de Sandy e Júnior e, principalmente, pelo significado que a letra representa.

Bárbara e Ana Luíza gravaram no braço uma tatuagem com a frase ‘Love never fails’, música de Sandy e Júnior (Foto: Taiane Kussler/Folha do Mate)

Um sonho de adolescência sendo realizado

Também em clima de nostalgia, a instrutora de academia Tânia Maria Naue, 33 anos, aguarda pela noite de hoje. Ela lembra que teve diversos momentos da infância e adolescência marcados pela dupla Sandy & Júnior.

Na memória da fã tem histórias de quando levava pôster e materiais da dupla para a escola. “Alguns professores recolhiam meu material de fã”, diz, entre risos. Ela passava dias escutando as música e sonhando em conhecer eles. “Todos sabiam da minha paixão pela dupla. Eu influenciei meu primo mais novo Gean Naue a gostar também, que depois de mim virou um dos maiores fãs. Guardei os materiais que acabei dando de presente a ele”, conta.


“Acho que ainda não caiu a ficha de que vou ir nesse show. Acredito que no momento que estiver mais próximo de acontecer este sonho é que eu vou me abalar de verdade. Pois todas aquelas lembranças virão à tona.”

TÂNIA MARIA NAUE – Fã de Sandy & Júnior


Quando adolescente, Tânia não teve a oportunidade de participar de um fã clube e ir a algum show. “Não tinha condições de ir ver Sandy & Júnior. Por isso, acabava passando horas no sofá ouvindo as músicas e chorando. E hoje, depois de anos acompanhando a dupla, vou poder concretizar esse sonho.”

Tânia fez uma selfie com os registros que guarda da dupla Sandy & Júnior (Foto: Divulgação)
  • Colaboração Eduarda Wenzel

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome