Professora Pamella atua desde 2015 na Escola Odila Rosa Scherer (Foto: Juliana Bencke/Folha do Mate)

Antes mesmo de conhecer a vencedora da segunda edição do prêmio ‘Adiante, professor’, a torcida da Escola de Ensino Fundamental (Emef) Odila da Rosa Scherer já estava empolgada e ansiosa pelo resultado. Isso porque duas professoras que lecionam na escola eram finalistas do prêmio.

No momento do anúncio da vencedora, um coro de alunos de diferentes idades e turmas encheu o Ginásio de Exposições do Parque do Chimarrão de alegria e animação ao gritar: “Odila! Odila!”

A vencedora do ‘Adiante, professor’ 2019 – projeto da Folha do Mate em parceria com o Conselho de Educadores – é Pamella Tucunduva da Silva, 33 anos, professora de Língua Portuguesa na Escola Odila e na Escola de Educação Básica Educar-se, em Santa Cruz do Sul.

Emocionada com o reconhecimento, Pamella destaca que a premiação não é só dela, mas sim de toda a equipe da escola pelo engajamento na luta por uma educação de qualidade. “É uma escola que aposta e acredita no professor, é isso que dá ‘gás’ e estímulo para continuar. O professor nunca está sozinho”, declara.

Cada finalista recebeu um certificado e uma medalha pela participação no prêmio (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

A vencedora também salienta que sua atuação em sala de aula se diferencia por utilizar a tecnologia mas, principalmente, por trabalhar de forma interdisciplinar. “Eu sou professora de português, mas trabalho de forma indireta também questões de ciências, biologia e história”, comenta.

Pamella se diz realizada com a profissão e com o reconhecimento do prêmio, pois a motiva em buscar novas formas de abordagens em sala de aula. “Eu trabalho com muita energia na sala, aliando a tecnologia no aprendizado e respeitando o tempo e o espaço de cada aluno”, explica.

VEJA O VÍDEO DA CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO: 

Folha do Mate divulga o resultado do prêmio Adiante

Publicado por Folha do Mate em Sexta-feira, 23 de agosto de 2019

PREMIAÇÃO

Cada um dos 12 finalistas recebeu um certificado e uma medalha de participação. A vencedora ganhou um troféu e R$ 1 mil em dinheiro. Além disso, em parceria com a Prefeitura de Venâncio Aires, a Folha do Mate vai premiar as finalistas com um passeio pela Rota do Chimarrão com café colonial.

A diretora comercial da Folha do Mate, Paula Carvalho, destacou a importância do veículo de comunicação promover ações que valorizem a educação e ter parceiros dispostos a auxiliar nos projetos. “Nós valorizamos muito a história de cada professor e acreditamos que somente com a educação seguimos adiante”, enfatiza.

Presidente do Conselho Municipal de Educação, Solange Ehlers falou em nome dos avaliadores desta edição do prêmio – gerente do Sesc Venâncio Aires, Diane Lacerda Araujo; pró-reitora de Desenvolvimento Institucional da Univates, Júlia Elisabete Barden; presidente do Conselho Municipal de Educação, Solange Ehlers; professora Luci Krämer, da Unisc; e jornalista Juliana Bencke, da Folha do Mate.

A comissão avaliou muitos trabalhos diferentes e inovadores em sala de aula e que inspiram a mudança. Nas visita às escolas, foi possível identificar a motivação dos alunos. “Esses professores nos mostram que Venâncio procura sempre melhorar sua educação”, ressalta Solange.

LEIA MAIS: Pamella da Silva: diálogo, aulas atrativas e a consciência do papel de educar

Pamella comemorou a conquista ao lado de Keula Maqueli Closs, vencedora da primeira edição do ‘Adiante, professor’ (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome