Foto: Gabriel Xavier Clássico regional vale liderança do grupo A FIM DE TURNO - Lajeadense x Guarani jogam a partir das 20h desta quinta-feira na Arena Alviazul. Partida encerra primeiro turno da Divisão de Acesso  Por Rui Borgmann Lajeadense e Guarani se enfrentam desde 1991, quando o time Índio ascendeu pela primeira vez na era profissional. O primeiro embate foi 2 x 2, no antigo Estádio Florestal. Desde então, houve encontros esporádicos. O time de Lajeado entrou em crise em meados da década de 1990 e os encontros foram mais escassos. Depois, em 2007, o Índio caiu para a segunda divisão e o adversário se manteve por muitos anos na elite.  Na Arena Alviazul, inaugurada em 2012, foram disputados três jogos. Em 2014, pela Copa Sul-Fronteira, e pela final da Copa Fernandão, houve empates por 0 x 0. No ano passado, pela Divisão de Acesso, o Lajeadense venceu por 2 x 0.  Esta noite, na nova Arena, o Guarani busca a primeira vitória na casa do adversário. O confronto inicia às 20h e vale pela última rodada do primeiro turno. RETORNO Com a confiança do técnico Leocir Dall’Astra, Sampson retornou do Rio de Janeiro para vestir pelo terceiro ano a camisa rubro-negra. No ano passado, jogou muito pouco porque era um dos quatro reforços de Série A e geralmente acabava sobrando na relação do técnico Vanderson Pereira. Natural de Volta Redonda, Sampson cumpre uma função diferente do que estava acostumado.  Volante desde que começou no futebol, hoje tem jogado na lateral-direita a pedido do técnico Leocir e tem dado conta do recado. “Aquela situação do ano passado me pegou de surpresa, vim e não sabia de que estava entre os jogadores de Série A”, disse o jogador, que atuou apenas três vezes no returno do Acessão.  Aos 27 anos, na atual temporada tem sido titular desde o período de preparação. Contra o Inter de Santa Maria, deu uma assistência para o gol de Yuri Souza e depois marcou um gol na vitória por 3 x 0 na quarta rodada da Divisão de Acesso. Recebeu o terceiro cartão amarelo na vitória por 2 x 1 sobre o Farroupilha em Pelotas e ficou de fora na derrota para o Bagé, domingo, no Estádio Edmundo Feix. “O técnico Leocir conversou comigo se poderia fazer a função na lateral e prontamente atendi. É a primeira vez que inicio jogos na lateral-direita”, comenta.  Ele diz que a disputa entre ele e o colega Arthur é sadia pela posição e diz que conversa muito com o companheiro para que esteja sempre motivado e quando as oportunidades surgirem é preciso aproveitar. Arthur foi titular e no último jogo teve uma boa atuação na derrota para o Bagé, porém Sampson deve retornar à função nesta quinta-feira.  Legenda - Sampson vive sua melhor temporada pelo Guarani fazendo a função na lateral-direita Crédito Gabriel Xavier PROVÁVEIS ESCALAÇÕES Lajeadense – Kevin; Bindé, Vitor, Duh e Gui Dalpian. Igor Cambraia, Rafael, Marquinhos Guevedi, Cristiano e Max; Ariel. Técnico: Serginho. Guarani - Alexandre Villa; Sampson, Leozão, Saulo e Augusto; Bruno Bêra, Cristiano, Diego Borges e Yuri Souza; Juninho e Negueba. Técnico: Leocir Dall’Astra  Olho O Guarani soma 10 pontos e o Lajeadense tem 12 pontos. Uma vitória em Lajeado levaria o Índio à liderança do Grupo A
Sampson vive sua melhor temporada pelo Guarani fazendo a função na lateral-direita

Lajeadense e Guarani se enfrentam desde 1991, quando o time Índio ascendeu pela primeira vez na era profissional. O primeiro embate foi 2 x 2, no antigo Estádio Florestal. Desde então, houve encontros esporádicos. O time de Lajeado entrou em crise em meados da década de 1990 e os encontros foram mais escassos. Depois, em 2007, o Índio caiu para a segunda divisão e o adversário se manteve por muitos anos na elite. Na Arena Alviazul, inaugurada em 2012, foram disputados três jogos. Em 2014, pela Copa Sul-Fronteira, e pela final da Copa Fernandão, houve empates por 0 x 0. No ano passado, pela Divisão de Acesso, o Lajeadense venceu por 2 x 0. Esta noite, na nova Arena, o Guarani busca a primeira vitória na casa do adversário. O confronto inicia às 20h e vale pela última rodada do primeiro turno.

RETORNOCom a confiança do técnico Leocir Dall’Astra, Sampson retornou do Rio de Janeiro para vestir pelo terceiro ano a camisa rubro-negra. No ano passado, jogou muito pouco porque era um dos quatro reforços de Série A e geralmente acabava sobrando na relação do técnico Vanderson Pereira. Natural de Volta Redonda, Sampson cumpre uma função diferente do que estava acostumado. Volante desde que começou no futebol, hoje tem jogado na lateral-direita a pedido do técnico Leocir e tem dado conta do recado. “Aquela situação do ano passado me pegou de surpresa, vim e não sabia de que estava entre os jogadores de Série A”, disse o jogador, que atuou apenas três vezes no returno do Acessão. Aos 27 anos, na atual temporada tem sido titular desde o período de preparação. Contra o Inter de Santa Maria, deu uma assistência para o gol de Yuri Souza e depois marcou um gol na vitória por 3 x 0 na quarta rodada da Divisão de Acesso. Recebeu o terceiro cartão amarelo na vitória por 2 x 1 sobre o Farroupilha em Pelotas e ficou de fora na derrota para o Bagé, domingo, no Estádio Edmundo Feix. “O técnico Leocir conversou comigo se poderia fazer a função na lateral e prontamente atendi. É a primeira vez que inicio jogos na lateral-direita”, comenta. Ele diz que a disputa entre ele e o colega Arthur é sadia pela posição e diz que conversa muito com o companheiro para que esteja sempre motivado e quando as oportunidades surgirem é preciso aproveitar. Arthur foi titular e no último jogo teve uma boa atuação na derrota para o Bagé, porém Sampson deve retornar à função nesta quinta-feira.

PROVÁVEIS ESCALAÇÕESLajeadense – Kevin; Bindé, Vitor, Duh e Gui Dalpian. Igor Cambraia, Rafael, Marquinhos Guevedi, Cristiano e Max; Ariel. Técnico: Serginho.Guarani – Alexandre Villa; Sampson, Leozão, Saulo e Augusto; Bruno Bêra, Cristiano, Diego Borges e Yuri Souza; Juninho e Negueba. Técnico: Leocir Dall’Astra

O Guarani soma 10 pontos e o Lajeadense tem 12 pontos. Uma vitória em Lajeado levaria o Índio à liderança do Grupo A.