“Estou convicto que vamos dar a volta por cima”, afirma presidente do Guarani

-

“Estou ciente do trabalho sério e acima de tudo transparente que estamos realizando à frente do clube. Algumas pessoas da linha de frente se afastaram sim mas seguimos firmes e fortes, sempre procurando fazer o melhor pelo Guarani. As lacunas em aberto não me preocupam. Tenho a plena convicção que vamos dar a volta por cima com projetos bem promissores que estão se alinhando e prestes a se confirmarem.” As frases são do presidente do Esporte Clube Guarani, Lúcio Lourenço Rabuske, na questão que se refere ao pedido de afastamento de duas pessoas ligadas diretamente à linha de frente da atual gestão.

Rabuske confirma que com o afastamento do vice-presidente Marcelo Hinterholz e do Vice-presidente de futebol, Tarço Kreibich, os cargos seguem em aberto. “Posso afirmar também que é uma questão que pouco importa de momento. O afastamento não é de hoje. Antes do processo eleitoral montamos uma equipe de trabalho que na época era dada como ativa e muito promissora. Os caminhos ao longo da Divisão de Acesso de 2021 e principalmente no restante do ano tomaram outros rumos. Nos bastidores muitas coisas acontecem e grande parte dos acontecimentos não vem à tona. Foram duas pessoas que por opção própria se afastaram dos seus cargos assumidos anteriormente mas com o restante da minha diretoria seguimos em frente. Muita coisa boa vem sendo feita. Na próxima semana a tendência é que teremos novidades bem positivas mesmo para o clube e o futebol profissional de Venâncio Aires”, declara Rabuske. Para ele, de momento, as atenções estão mesmo voltadas em deixar o clube em dia com as finanças além das tratativas quase que diárias por novos projetos.

Ele faz referências na questão de ‘bater o martelo’ por meio da parceria com a Ivo10 Brasil Academy. “Está agendada para a próxima semana um encontro no Edmundo Feix com representantes da Ivo10 Brasil. O empresário Cesar Soler, da CSR Sports, e o gestor João Bandeira, deverão se fazer presentes para selarmos a parceria de dois anos com o futebol profissional. Será um grande marco para o Guarani”, relata o líder.

Se confirmar a parceria, o Guarani deve ainda dentro da primeira quinzena de fevereiro anunciar um ‘pacotão’. “Nesse ‘bolo’ nosso novo parceiro irá anunciar comissão técnica, nomes para compor a gestão, atletas e até demais encargos necessários. Tudo será avaliado na próxima semana. As tratativas posso declarar que estão bem adiantadas. Será mais um passo importante para o Guarani. A expectativa é grande para confirmarmos a parceria e assim marcar uma nova era no Edmundo Feix”, completa o presidente.

O que disse Marcelo Hinterholz

“Me doei até onde foi possível. A gente sabe que não é fácil lidar com o futebol, ainda mais sendo no profissional. Não tem o porque expôr tudo o que ocorreu e envolveu antes, durante e pós Divisão de Acesso. Não concordando com algumas questões no que se refere a pitacos do presidente no futebol e até para evitar maiores constrangimentos, resolvi por bem me afastar do cargo. O lado positivo do atual presidente e que já relatei de forma bem transparente, é que o Guarani, pelo que lembro, nunca teve um líder tão preocupado em pagar contas, deixar a instituição em dia. Essa é uma grande virtude dele. No que se refere ao futebol, pelo fato de algumas discordâncias internas, é que nosso trabalho não encaixou. Mesmo afastado, sigo na torcida por um futuro promissor do clube e sua gestão.”

O que disse Tarço Kreibich

“Estou de saída porque a relação ficou muito difícil. Não tem nada de pessoal, mas a convivência ficou complicada. Ele (Lúcio Rabuske) se afastou do futebol, ia pouco no estádio e nos treinos. Última vez que nos falamos foi no dia 6 de setembro, e eu era o vice de futebol. Depois também teve o episódio da entrevista na Rádio Terra, quando ele disse que não contava com ninguém da atual diretoria para 2022. Eu até já tinha minha decisão tomada, ia sair de qualquer jeito, mas aquela manifestação certamente vai afastar muita gente que gostaria de continuar ajudando. Quem perde é o clube, pois assim não aglutina.
No que se refere ao futebol, deixamos tudo zerado. Não ficou nenhuma conta com jogador ou comissão técnica. Tínhamos uma folha de aproximadamente R$ 40 mil e fizemos futebol nestas condições. A título de comparação, o Avenida, de Santa Cruz do Sul, tinha folha de R$ 120 mil por mês. O mais importante é que ficou tudo acertado. O momento, na minha opinião, é de abrir o clube para pessoas novas. Tomara que ele consiga fazer um bom ano como presidente, pois o Guarani é de Venâncio Aires e a cidade adora o time. Só que penso que precisa de gente que entenda de futebol e tenha postura de líder.”

Após a confirmação da parceria com a Ivo10 Brasil, o Guarani irá anunciar as primeiras novidades em relação a montagem do plantel para a Divisão de Acesso 2022 que tem seu início previsto para o mês de abril.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes