Motos e quadriciclos passaram na água e divertiram o público com as manobras e tombos (Foto: Rosana Wessling)

Antes das 5h da manhã do domingo, 19, o ronco das motos já alertava o interior de que este seria um dia diferente. Neste horário, a equipe organizadora do 12º Encontro de Trilheiros Tutaloko percorria as trilhas para deixar tudo preparado. Mas, foi o sol raiar para que o barulho das motos assumisse o lugar do silêncio da área rural. O relógio marcou 7h45min e mais de 600 motos e quadriciclos saíram de Linha Olavo Bilac levando alegria e proporcionando uma atividade diferente para mais de dez comunidades do interior.

A família da agricultora Raniela Godoy Borges, 27 anos, saiu de casa às 7h, e foi até um ponto da trilha em Linha Arroio Grande. Ela levou seus filhos Maria Eduarda, 4 anos e Alison, 2 anos, que estavam eufóricos com a quantidade de motos passando pelo Arroio Grande. Chimarrão, cadeiras de praia e um lanchinho, tudo preparado para assistir os trilheiros. “As crianças amaram os quadriciclos, acharam uma coisa diferente. É um grande evento, uma baita ideia dos trilheiros em trazer essa alegria para o nosso interior”, frisa Raniela.

Raniela levou a filha Maria Eduarda e toda a família para a beira do Arroio Grande para assistir a passagem dos trilheiros na água (Foto: Rosana Wessling)

Foi um domingo agitado. Onde se observava as trilhas demarcadas, as pessoas se juntavam para apreciar a passagem das motos. O que muitas não sabem é a diversidade de cidades representadas. Com tanto barro, afinal as trilhas são por meio do mato, água e muita lama, ficou difícil identificar nos uniformes a origem dos motoqueiros, o que incluiu a participação de mulheres e crianças. Segundo a organização, o encontro contou com atletas de Nova Bassano, Salto do Jacuí, Pelotas, 15 de Novembro, Gravataí, Viamão, Novo Hamburgo, Canoas, São Leopoldo Osório, Paverama, Picada Café, Aceguá, entre outros municípios.

Mais de 600 motos e quadriciclos participaram da 12ª edição do evento. (Foto: Rosana Wessling)

BOAS-VINDAS

A chegada dos trilheiros, no sábado, também foi marcada por diversas atividades. Em Linha Olavo Bilac, os trilheiros e as famílias acamparam e viveram momentos de integração. Foram assados quatro costelões além de um extenso cardápio de saladas e carreteiro. Foram distribuídas mil latas de cerveja entre os inscritos, além de distribuição de camisetas e copos. Mais de 60 integrantes do Tutaloko participaram na organização do evento.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome