Em cinco anos ininterruptos de Campeonato Regional, a Assespe chega ao vice-campeonato. Agora, é projetar a temporada 2020 (Foto: Roni Müller/Folha do Mate)

Domingo, 1º de dezembro de 2019. Um dia histórico para a Assespe, de Linha Grão-Pará. Equipe disputou o título do Campeonato Regional da Aslivata na categoria Titular. Tudo só não terminou da melhor forma possível para o representante de Venâncio Aires porque quem levou o título foi o Boavistense. São cinco anos de participação da Assespe no Regional que agora obteve seu melhor resultado. Foram detalhes que decidiram o campeão.

A busca pelo título começou dia 24 de novembro, em Boa Vista do Sul. O Boavistense arrancou na frente com o 2 a 0.
Para os 90min de volta, a Assespe jogou reforçada. Vini Valdemarca e Gabriel entraram na equipe justamente naquelas posições que o técnico Hilário Breunig teve que improvisar na ida.

Com bola rolando, a Assespe fez 1 a 0 logo aos 3min. Foi quando o atacante Angolano foi derrubado pelo zagueiro Vagner pelo lado direito de ataque. Pastel cobrou a falta e mandou a bola no segundo pau. Angolano, de cabeça, completou para a rede, Assespe 1 a 0.
Até então, tudo perfeito. A vantagem inicial era tudo que a Assespe precisava nos primeiros 45min.

Bocão recebeu o troféu do vice-campeonato pela Assespe (Foto: Roni Müller/Folha do Mate)

Veio a segunda etapa e as duas equipes voltaram com as mesmas formações. O Boavistense passou a jogar contra o tempo. Se passaram os 20min e nada. A Assespe, por sua vez, até então controlava as investidas do adversário. Aos 24 ocorreram as primeiras alterações. Adriano entrou pelo lado da Assespe. Felipe foi a opção do Boavistense que jogava e pressionava mais. Aos 25min, após uma jogada pelo lado esquerdo, a bola foi cruzada para a direita. Lá estava o camisa 17 Felipe que, de canhota, mandou a bola no gol. Era o gol de empate do Boavistense.

A pressão então mudou de lado. Somente a vitória interessava para levar a decisão para os pênaltis. O técnico Hilário Breunig fez as alterações possíveis. O tempo passou, a pressão da Assespe foi de forma mais incisiva, mas o gol não saiu.

Ficou o 1 a 1 como resultado final. Assespe e Boavistense fizeram a festa dentro de campo em meio a entrega da premiação em medalhas, faixas e troféus.
“Ninguém tem culpa, mas se tivéssemos com essa mesma equipe nos 90min de ida, a história da decisão poderia ser bem outra. Méritos ao Boavistense que tem uma equipe de qualidade. A Assespe é o que todos viram nesta tarde [domingo]. Entrega, dedicação e vontade do começo ao fim. Triste por não ser campeão, mas feliz pela campanha desse clube”, declarou pós-jogo o capitão Bocão.

O inédito título em favor do Boavistense Foto: Roni Müller/Folha do Mate)

Pelo lado do clube de Boa Vista do Sul, o atacante Tanque disse que a Assespe foi gigante. “Penso que a diferença foi o jogo de ida. Em casa fizemos o resultado. Sair atrás foi um baque, mas após o intervalo voltamos mais concentrados. Um lance, uma jogada diferenciada e dali surgiu nosso gol. Feliz pelo título, por ser o goleador do Regional, porém é preciso valorizar a entrega do nosso adversário em buscar o resultado que mais precisava. Valoriza e muito o nosso título. Foi uma grande final e diante da campanha desenvolvida, o inédito título para o Boavistense é merecido. Parabéns, também, para a Assespe pela boa campanha”, disse o camisa 9.

Tanque foi o coleador do Regional com nove gols (Foto: Roni Müller/Folha do Mate)

Estudiantes, o campeão entre os Aspirantes

No confronto preliminar, a equipe do Estudiantes (foto) conquistou o título no empate em 1 a 1 no clássico municipal de Lajeado. O camisa 7 João marcou o gol do Estudiantes nos acréscimos do primeiro tempo. O União Santo André empatou no segundo tempo em uma cobrança de pênalti do zagueiro Franco. O empate favoreceu o Estudiantes que na ida, em Boa Vista do Sul, venceu por 3 a 1.

FICHA TÉCNICA 

Assespe (1) – Marvel, Ismael (Pauléti), Alan Delon, Rafael Reis (Tiago Bocão) e Pastel; Vini Quintana (Carlos Frey), Bocão, Vini Valdemarca e Gabriel; Piló (Adriano) e Angolano.
Técnico: Hilário Breunig.
Boavistense (2): Bruno, Natan, Lucas, Vagner e Mateus; Paim, Feijão e Ricardo Zuchi; Dodo (Felipe), Maiquinho e Tanque.
Técnico: Airton Radavelli.
Arbitragem: Ruggéri Fontoura auxiliado por Renato Schaefer e Alexandre Horn.
Cartões amarelos: Rafael Reis, Alan Delon e Vini Quintana (A); Natan, Paim e Maiquinho (B).
Gols: Angolano (A) e Felipe (B).
Local: Estádio Reynaldo Hugo Döring, em Linha Grão-Pará.

*Texto atualizado no dia 3 de dezembro para acréscimo de informações. 

Foto: Roni Müller/Folha do Mate

VEJA A TRANSMISSÃO DA PARTIDA: 

Transmitido por Sultel Telecom

Chegou a hora da decisão do Regional 2019 🏆 ⚽ .A Terra FM fez a cobertura de todo o Campeonato Regional e está na decisão entre Assespe e Boavistense. .Acompanhe a transmissão com narração de Carlos Roberto de Oliveira, reportagem de Daniel Heck, comentários de Rui Borgmann e no plantão Binho Nunes..Participe através do WhatsApp 99206-3672.

Publicado por Folha do Mate em Domingo, 1 de dezembro de 2019

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome