Gerente de Futebol, Jonas Reis Costa, comenta que nos dias de jogos do Guarani, o objetivo é realizar preliminares com times amadores locais (Foto: Rosana Wessling/Folha do Mate)

Temporada de ajustes, planejamentos, anúncios de reforços e reformulação de equipe: esse é o clima no Esporte Clube Guarani. O time vive uma fase de reestruturação e preparação. O gerente de futebol, Jonas Reis Costa, 30 anos, explica que o objetivo é fortalecer o Guarani como uma marca regional.

Como grande meta, o gerente comenta que a proposta é elaborar um plano de estratégia para os próximos cinco anos. “Queremos traçar algo para a entidade por cinco anos, para que quando a equipe diretiva mudar, os trabalhos não precisem começar do zero”, esclarece.

A proposta para 2020 é regionalizar o Rubro-Negro. “Precisamos focar mais na região, valorizar o pessoal daqui, depois desse trabalho bem feito podemos expandir além”, reforça Costa. “Queremos retomar a fama do Guarani em formação de atletas. O clube é uma verdadeira vitrine, e isso só vamos conseguir trabalhando a marca Guarani”, completa.

FEMININO

Uma das grandes propostas do Guarani para o ano de 2020 é a seleção feminina. “Vamos fortalecer a base, a escolinha e o feminino também. Vamos fazer uma seleção, um ‘peneirão’ com as meninas de Venâncio Aires, dar oportunidades para os talentos locais, pois, observamos que nos campeonatos amadores temos grandes revelações.”

Com a formulação da equipe feminina, o clube não descarta a possibilidade de participar do Gauchão Feminino. A meta é iniciar os trabalhos de seleção das atletas em fevereio. A ideia de dar oportunidade aos jogadores locais também se estende na categoria das escolinhas. “Temos condições de mobilizar 300 jovens dentro dos núcleos das bases, por isso, precisamos trabalhar fortemente com isso”, explica Costa.

Após apresentação de elenco, Índio terá temporada de amistosos

Para o próximo dia 14, terça-feira, está programada a apresentação oficial da categoria principal do Rubro-Negro. Segundo o gerente de futebol, Jonas Reis Costa, está sendo planejado um evento diferente. “Queremos apresentar os jogadores à comunidade. E, com isso, vamos projetar a marca Guarani. A proposta é fazer um resgate histórico. Coisas boas tendem a surgir”, reforça.

Os atletas terão um dia repleto de atividades. Costa explica que, pela manhã, iniciarão os trabalhos na academia, depois haverá o trabalho em campo e, no fim do dia, a apresentação oficial para imprensa, dirigentes e convidados.

Até o primeiro jogo oficial, no dia 1º de março, em Bagé, contra o Guarany, o time da Capital Nacional do Chimarrão terá mais de 40 dias de preparação. Para isso, estão programados amistosos, inclusive com equipe amadoras do município. “Também teremos um clássico, em casa, contra o Lajeadense”, antecipa.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome