Guarani pretende marcar a estreia em casa com vitória no clássico (Foto: Roni Müller/Folha do Mate)

Com a obrigação de ter que vencer não apenas pelo fator local e sim para somar os primeiros três pontos e ficar próximo do G4 do seu grupo, o Guarani encara o clássico deste sábado, 7, no Edmundo Feix, a partir das 18h, contra o Lajeadense, como decisivo já projetando a sequência do primeiro turno.

“A vitória é essencial. A estreia da nossa equipe não foi das melhores. Agora jogamos em casa, do lado do nosso torcedor. Temos clássico pela frente. As projeções são as melhores possíveis. Cabe a nós jogadores fazer o dever de casa. É chegada a hora de dar a volta por cima e nada melhor para que isso jogar com o apoio de todos. O momento é de unirmos forças. Sou mais Guarani em busca dessa primeira vitória”, destaca o lateral Arrisson.

No Edmundo Feix a mobilização é total em busca da primeira vitória. “A semana foi bastante intensa. Se percebe no semblante de cada jogador a vontade de corrigir nos treinos algumas falhas cometidas em Bagé. Jogadores buscaram se ajudar em algumas situações que foram trabalhadas. É sinal que todos estão querendo. A vitória não por se tratar de clássico e sim pelos três pontos são fundamentais para a gente no decorrer da Divisão de Acesso que está apenas começando mas não podemos ficar para trás. Em casa tem que vencer”, disse o técnico Chicão.

O comandante orientou na tarde de ontem a última atividade antes do clássico. No coletivo o técnico alternou de forma considerável a formação considerada titular. A base que começou o jogo em Bagé treinou em boa parte da atividade. Aldair, recuperado, fica à disposição do técnico que não descarta começar o jogo com o atacante.

“O Aldair está recuperado e vai para o jogo. Trabalhamos algumas variáveis diante daquilo que ficamos a par em termos táticos apresentados pelo Lajeadense contra o Bagé. O Guarani está definido e tudo se encaminha para termos força máxima no clássico”, completou o comandante.

Assim o Guarani deve ir à campo com Gustavo, Arrisson, Schneider, Carlão e Ícaro; Marcelo, Jackson, William Bartholdy e Carlos; Erick e Aldair.

Quem apita Guarani e Lajeadense no Edmundo Feix é Bruno Alexandre da Silva Leites. Ele será auxiliado por Gustavo da Silva e Otávio Legramanti.

O ingresso antecipado para o torcedor na Oca India, Bar do Ernane e na Imprymex custa R$ 10 na Geral, R$ 20 na Social e R$ 30 nas Cadeiras.

Na bilheteria do estádio o valor será bem outro: R$ 15 na Geral, R$ 25 na Social e R$ 35 nas Cadeiras.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome