No Schalke 04, Leonardo Weschenfelder Scienza (camisa azul) tem a oportunidade de uma carreira profissional no futebol europeu (Foto: Divulgação)

A chance que tanto aguardava se confirma e agora é dar o máximo para corresponder, aprender, crescer e vencer. Assim o venâncio-airense Léo Scienza avalia a nova etapa em sua vida. Aos 22 anos, completados no dia 13 de setembro, ele assinou contrato profissional com um dos clubes mais populares do futebol alemão, o Schalke 04.

“Tive algumas passagens por clubes aí no Brasil, porém agora é a primeira oportunidade de verdade que recebo em minha vida. O Schalke 04 está abrindo as portas para mim. A trajetória até aqui foi dura, passei por poucas e boas e agora que surgiu essa grande oportunidade, darei meu máximo. Me tornar jogador profissional sempre foi um desejo não só meu, mas de toda minha família”, relata o atleta. Dois anos atrás, exatamente no dia do meu aniversário, Leo perdeu seu pai, Selomar Scienza, o Tchaca, conhecido no futebol por todos na região. “Foi um momento bem difícil, até porque ele foi junto com minha mãe, meu maior incentivador e crítico. Me ajudou a ser perfeccionista, detalhista e sempre querer mais, prezava muito pela humildade e resiliência, palavras que levo bem claras comigo até hoje. Minha família é tudo pra mim”, destaca o jogador.

Leo, em 2017, com a camisa do Palanque, foi vice-campeão do Regional da Aslivata (Foto: Roni Müller/Folha do Mate)

Assim como nasceu em Venâncio Aires, foi também na Capital Nacional do Chimarrão que deu os primeiros passos atrás da bola. No futsal atuou na escolinha CEF/Assoeva e no campo pela Escolinha CFA Noca. Jogou pela Assoeva nas categorias de base. No futebol amador sua melhor passagem foi no Palanque onde em 2017 foi vice-campeão Regional da Aslivata. Teve ainda entre idas e vindas passagens pela Chapecoense, Defensor (Uruguai) e Lajeadense.

“É uma nova etapa. São portas que se abrem. Agora que surgiu essa grande oportunidade, darei meu máximo”.

LEONARDO W. SCIENZA – Jogador do Schalke 04

Léo conta que antes de chegar no Schalke 04, estava jogando pelo Fanna BK, da Suécia.
“Fui para a Suécia em janeiro de 2019. Lá atuei na Terceira Divisão. Ganhamos o campeonato, fiz uma temporada maravilhosa. Ao todo foram 18 partidas, marquei 10 gols, tive 22 assistências e acabei com a premiação de craque do campeonato e melhor atacante”, conta Scienza.

Ele relata que pós título tudo mudou. “Meu ex-agente, que é bósnio, acabou se desentendendo com os dirigentes do Fanna BK. O clube me acolheu. Um novo agente me encaminhou para um observador (olheiro) do Schalke 04. Teve um material extra ainda como vídeos de gols e lances meus em jogos. A partir daí tudo se encaminhou. Só precisei de um treino e um amistoso. Gostaram muito e a partir daí tudo se desenvolveu”, conta o jogador.

Assinatura do contrato por dois anos com o clube alemão (Foto: Divulgação)

Léo jogou quatro amistosos de pré temporada pelo Schalke, Marcou dois gols e deu três assistências, mantendo os bons números na condição de um decisivo meia/atacante. As atuações foram a contento e isso despertou o interesse do Schalke 04 que logo na primeira semana, já propôs um contrato de dois anos. Léo irá inicialmente jogar pela time B que disputa um campeonato regional (Regionalliga West). “Pelo que apurei é uma competição com outras equipes profissionais, e com outras equipes ‘B’ conhecidas, como Borussia Dortmund, Borussia Monchengladbach, e Colônia que também se utilizam e lançam jogadores sub-23.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome