Foto: Divulgação / Folha do MateSérgio Batista (segundo da esquerda para a direita) espera que o Guarani tenha um grande ano em 2019
Sérgio Batista (segundo da esquerda para a direita) espera que o Guarani tenha um grande ano em 2019

O empresário Sérgio Batista seguirá no comando do Esporte Clube Guarani por mais dois anos – biênio 2019/2020. A chapa encabeçada por ele foi aclamada em assembleia ocorrida na noite de quarta-feira, 19, no Estádio Edmundo Feix. O braço direito de Batista no clube será Éder Silva, vice-presidente eleito e que auxiliará o mandatário nas atividades ao longo dos próximos dois anos de gestão. A posse oficial da nova diretoria ocorrerá no início do mês de janeiro, ainda sem data confirmada.

O presidente reeleito terá a missão de conduzir o Rubro-Negro em um período de novidades para o clube, já que o Índio e o empresário Fernando Otto fecharam acordo para a gestão compartilhada do Guarani. “É uma nova experiência e, muito em razão disso, permaneci no cargo, pois foi comigo que o Otto negociou para vir para Venâncio e participar da gestão do clube”, comenta. Além da disputa da Divisão de Acesso, o Guarani pretende se manter em atividade no segundo semestre e jogar a Copinha.

De acordo com Batista, o Rubro-Negro iniciará 2019 com um pensamento diferente de outros anos. “Não pretendemos apenas nos manter na Divisão de Acesso. Vamos buscar a classificação entre os oito, no primeiro momento, para depois trabalhar forte na busca da elite do futebol gaúcho. Embora seja muito difícil alcançar este objetivo, a meta está traçada e todos que fazem parte do clube levam a sério”, diz ele, que acredita muito no trabalho do treinador Leocir Dall’Astra: “Tem experiência e capacidade de sobra”.

CATEGORIAS DE BASE – Os jovens estarão em evidência nos próximos dois anos. Além do interesse do próprio presidente em ver garotos sendo lançados entre os profissionais, a descoberta de novos talentos faz parte da filosofia do empresário de futebol Fernando Otto, que entre outros jogadores, já trabalhou com o ídolo colorado Andrés D’Alessandro. “Tanto nós quanto o Otto queremos ver as categorias de base sendo estimuladas. Estes meninos podem ser importantes fontes de receita em tempos de uma série de dificuldades”, analisa.

SAÚDE FINANCEIRA – Sérgio Batista garante que o clube vai honrar compromissos em atraso no comércio local, mas pede um pouco de paciência. “Temos alguma coisa da nossa gestão para trás e mais umas contas de outras gestões. O pessoal, no entanto, pode ficar tranquilo, pois vamos acertar todas as pendências. Queremos colocar tudo em ordem até o mês de fevereiro, no máximo”, esclarece. O presidente calcula em R$ 50 mil mensais os gastos do Índio na próxima temporada, além da folha, absorvida pelo investidor.

“Queremos ter futebol o ano todo e vamos trabalhar para isso. A chegada de um investidor ameniza as finanças do clube, uma vez que ele assume a folha de pagamento, mas temos muito mais coisas que dependem de recursos.”SÉRGIO BATISTAPresidente reeleito do Guarani

Diretoria eleita

Presidente: Sérgio BatistaVice-presidente e vice-presidente de futebol: Éder SilvaVice-presidente jurídico: Luciano DutraVice-presidente de marketing: Moacir EisermannVice-presidente financeiro: Marcos Bresciani2ª vice-presidente Financeiro: Paulo WeschenfelderVice-presidente de patrimônio: Eduardo SperbVice-presidente de futebol amador: Arthur Henrique PereiraCoordenador da base Alex Klafke