A intenção é de que cada pavilhão abrigue até cinco empresas (Foto: Reprodução)

Venâncio Aires dá mais um passo para se tornar um polo de inovação. Em parceria com a Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), a Prefeitura pretende criar uma incubadora tecnológica. O local servirá para incentivar jovens empreendedores a desenvolverem produtos com alta qualidade e tecnologia. A intenção é de que o espaço passe a receber as primeiras empresas a partir do próximo ano.

A ideia é instalar as chamadas startups nos pavilhões remanescentes da antiga Fundação Ambiental de Venâncio Aires (Favam), em Linha Ponte Queimada, às margens da RSC-287. Nos dois pavilhões, que somam mais de 1,2 mil metros quadrados, é estimado que até 10 empresas possam funcionar simultaneamente.

No momento está em fase de estudo o custo das reformas dos pavilhões, com a implementação de divisórias internas. “Esperamos avançar nessas questões ainda neste ano, para que a partir de 2020, as primeiras empresas possam se instalar naquele espaço”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Nilson Lehmen.

Projeto para criar a incubadora em Venâncio Aires está na fase orçamentária (Foto: Cristiano Wildner/Folha do Mate)

Em paralelo, também avança a formalização do convênio entre a universidade com o Executivo Municipal. Na mesma área também será edificado o Centro de Vocação Tecnológica (CVT) da Proteína Animal, que será gerado em parceria com a Unisc.

Além do espaço físico, as startups receberão do Município de Venâncio Aires toda infraestrutura básica, enquanto que Unisc será responsável pela seleção dos projetos e assessoria técnica, com objetivo de orientar e aconselhar os jovens empresários visando inspirá-los, desenvolvê-los e conectá-los, de modo a alavancar os seus empreendimentos.


“Diferente de muitos programas de assistência de negócios, incubadoras de empresas possuem critérios de aceitação que variam de programa para programa, mas geralmente apenas aqueles com ideias e planos de negócios viáveis são admitidos.”

NILSON LEHMEN – Secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo


Ainda serão feitas reuniões, palestras com empresas que também nasceram de startups, entre outras ações. Lehmen cita que essa iniciativa pioneira oportunizará que boas ideias sejam tiradas do papel. “Já temos duas empresas interessadas em se instalar na incubadora. Uma é de Lajeado e outra de Caxias do Sul”, anuncia. A responsável pelo projeto é a arquiteta e assessora da Secretaria de Planejamento e Urbanismo, Simone Becker Rech.

O QUE É?

  1. Uma incubadora tem por finalidade difundir a cultura empreendedora e ser uma alternativa de geração de novos negócios, empregos e renda.
  2. Incubadora é uma iniciativa empreendedora que oferece, por um tempo limitado, estrutura física e logística para a instalação de empresas, dispondo de uma equipe técnica para dar suporte e consultoria a essas empresas, para desenvolverem produtos.
  3. Em Venâncio, a intenção é de que as empresas possam ficar incubadas por até dois anos para depois serem efetivamente graduadas. A incubadora tem como desafio incentivar o empreendedorismo, a diversificação o desenvolvimento regional, geração de empregos e o desenvolvimento tecnológico.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome