Justiça mantém aulas presenciais no RS

-

Na manhã desta quarta-feira, 5, a juíza Cristina Marchezan, da 1ª vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, indeferiu o pedido da Associação Mães e Pais pela Democracia e o Cpers, e manteve a decisão das aulas presenciais no Rio Grande do Sul.

No documento oficial da decisão, a juíza argumenta que não houve a flexibilização dos protocolos com bandeira final preta, mas alteração dos critérios definidos pela Administração para a classificação de risco de bandeira vermelha para todo estado. Por isso, indeferiu o pedido.

Ainda nesta quarta-feira, à tarde, deve acontecer uma nova reunião de mediação do Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Cejusc) do Tribunal de Justiça envolvendo as partes.

RETORNO

Nesta quinta-feira, 6, o retorno das aulas acontece para a rede municipal (Emefs) e também para os alunos dos anos finais, do 6º ao 9º ano da rede estadual de ensino, em Venâncio Aires.

Estão abertas as inscrições para a Corrida do Chimarrão 2021

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes