Languiru alcança faturamento anual de R$ 2,271 bilhões

-

No dia 30 de março a Languiru realizou Assembleia Geral Ordinária na modalidade digital, contando com a participação de associados de aproximadamente 30 municípios. Entre os números apresentados, destaque para o recorde de faturamento bruto em 2021, com R$ 2,271 bilhões.

Por outro lado, considerando as dificuldades impostas pela pandemia, estiagem e alto custo de produção, a Languiru não terá a distribuição de sobras entre os associados. Em contrapartida, o presidente Dirceu Bayer anunciou repasse de valores ao quadro social, aprovado pelo quórum da assembleia, estimados em R$ 4,330 milhões: R$ 1,380 milhões na Conta Capital, com juros de 7% sobre o Capital Social Integralizado; R$ 2,4 milhões no formato de Auxílio Associados, concedido para produtores que estejam ativos e tenham entregue produção até a data da Assembleia, valor a ser usufruído 100% em mercadorias; e R$ 550 mil no Brinde Natalino 2022. “Apesar do momento de dificuldade e do cenário econômico adverso, procuramos encontrar alguma maneira de valorizar a fidelidade dos associados, que igualmente sofrem os efeitos da crise mundial. É uma atitude própria de cooperativa que se preocupa com o seu produtor”, frisou Bayer.

Diversidade de negócios e investimentos

Bayer conduziu a apresentação do Relatório da Gestão e valorizou a diversidade de negócios em período de extrema dificuldade para o segmento das carnes. Também ressaltou a necessidade de investimentos nas unidades industriais. “Precisamos agregar valor à matéria-prima, isso nos mantém competitivos”, afirmou, mencionando o incremento no mix de produtos.

Falou da construção da queijaria, em Teutônia, ao longo de 2022; e da ampliação da rede de varejo, especialmente lojas Agrocenter, a primeira delas prevista para o segundo semestre em Rio Pardo. “São segmentos que nos dão sustentação. Além da venda de máquinas, implementos e insumos, ampliam nossas possibilidades de captação de grãos, reduzindo a dependência de compra de milho de outros estados”, explicou.

Bayer ainda citou obras de construção de Supermercado e Agrocenter em Westfália, além de investimentos no restaurante junto ao Posto de Combustível no mesmo município.

Indicadores

O desempenho técnico, industrial e comercial foi apresentado pelo superintendente Industrial e de Fomento Agropecuário, Fabiano Leonhardt. Ele mencionou ações estratégicas na avicultura e na suinocultura, com redução da produção; o crescimento do segmento de frutas e hortaliças, cuja produção dos associados já representa 30% da demanda dos Supermercados Languiru; o crescimento do volume de leite recebido; e a evolução no recebimento de milho, cuja produção na área de atuação da Languiru já corresponde a dois meses da necessidade da Fábrica de Rações.

Desempenho econômico

O superintendente Administrativo, Comercial e Financeiro, Euclides Andrade, e a gerente executiva de Controladoria, Carla Gregory, apresentaram o demonstrativo do desempenho econômico. “O ano de 2021 foi extremamente desafiador e nos mostrou o quanto o desempenho da Languiru nos anos anteriores foi importante, com reservas que neste momento dão sustentação aos negócios”, citou Andrade.

Entre outros números, ele falou da variação do custo com relação ao milho e farelo de soja, com aumento de 44%, o que correspondeu a mais de R$ 170,8 milhões. Por outro lado, valorizou a estratégia de compra antecipada de milho, o que gerou economia de mais de R$ 61 milhões.

Olhando para o futuro, Bayer falou em crescimento com estabilidade. “Temos a previsão de dobrar o faturamento da Languiru nos próximos cinco anos”, revelou, apesar de alertar para a manutenção dos altos custos de produção em 2022, “um ano de desafios e de grande volatilidade”.

Pareceres e Valuation

Tarciano Cardoso, da empresa Fercien, explicou gráfico (Valuation) que indica o valor do negócio da Languiru para o mercado; o sócio da firma de auditoria PwC, Rafael Biedermann Mariante, apresentou o relatório da auditoria independente sobre as demonstrações financeiras; e o Conselho Fiscal da Languiru recomendou a aprovação da prestação de contas do exercício de 2021. “Parabéns Languiru pelo trabalho, pela evolução em governança, sempre em busca das melhores práticas de mercado. Isso dá tranquilidade para a auditoria, Conselhos e associados”, valorizou Biedermann.

Conselho Fiscal

Na oportunidade ainda foi eleito e empossado o Conselho Fiscal para a gestão 2022-2023, composto pelos efetivos Diego Augusto Dickel, Luisa Walter Lagemann e Rafael Horst; 1º suplente Tiago Lerner, 2º suplente Edson Reinoldo Dickel e 3º suplente Luana Regina Landmeier. (Fonte: AI Languiru)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes