Plataforma de leitura digital Elefante Letrado completa 9 anos

-

Os alunos de 14 escolas da rede estadual de ensino tiveram uma tarde diferente na quinta-feira, 2, no ginásio da Escola Estadual de Ensino Médio (EEEM) Monte das Tabocas. Na ocasião, alunos, professores, diretores e integrantes da 6ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) se reuniram para comemorar os 9 anos da plataforma de leitura digital Elefante Letrado. Para alegrar ainda mais, o mascote da plataforma esteve no local para agitar a criançada. Durante o evento, as crianças cantaram parabéns, fizeram homenagens e entregaram presentes para o anfitrião.

De acordo com a gerente de projetos da 6ª CRE, Simone Sudbrack, a plataforma contempla mais de 600 livros, e os estudantes de 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental têm acesso às prateleiras, que são niveladas de acordo com a proficiência de leitura. É possível que os usuários gravem áudios e se divirtam com os jogos de compreensão de leitura, após cada livro lido. Escolas municipais, privadas e internacionais também utilizam o programa. Apenas da rede estadual no Rio Grande do Sul, são 1.850 escolas e mais de 200 mil estudantes cadastrados.

Em instituições de ensino da 6ª CRE, de janeiro até este mês, foram cerca de 84 mil livros lidos. Segundo o coordenador Luiz Ricardo Pinho de Moura, é notório que, com a leitura e o acesso à plataforma, há uma aprendizagem significativa para os alunos.

Escolas prepararam homenagens e levaram presentes ao Elefante Letrado.

CAJ em destaque na região

A EEEM Cônego Albino Juchem (CAJ), de Venâncio Aires, é uma das escolas mais leitoras da região. Conforme a diretora do educandário, Cláudia Cristina Neumann, os estudantes são incentivados a ler e a escola também proporciona momentos de formação para os professores conhecerem a plataforma e utilizarem com os pequenos em sala de aula.

Professora Gabriele usa a plataforma em sala com o 1º ano do Ensino Fundamental do CAJ.

A professora do 1º ano do CAJ, Gabriele Reis, relata que, com a leitura, o processo de alfabetização se torna mais fácil. Ela afirma que há grande interesse e adoração pela turma com o Elefante Letrado. Além disso, acrescenta que, por ser um meio tecnológico, desperta ainda mais vontade das crianças interagirem com os livros.

Leia mais:

notícias educação Folha do Mate

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes