Preparação das escolas para um possível retorno das atividades presenciais foi debatida em reunião na terça (Foto: AI Prefeitura)

A Prefeitura de Mato Leitão decidiu manter as aulas presenciais suspensas durante o mês de setembro, nas três escolas municipais – Emef Santo Antônio de Pádua, Emei Vó Olga e Emef Ireno Bohn. A decisão foi tomada durante reunião entre o prefeito Carlos Alberto Bohn e demais integrantes do Centro de Operação de Emergência em Saúde para Educação (COE-E) Municipal na manhã da terça-feira, 8.

Pelo cronograma divulgado pelo Governo do Estado na semana passada, desde a terça-feira, 8, as escolas de Educação Infantil estão autorizadas a retomar as atividades presenciais. Contudo, a decisão a respeito do retorno ficou a cargo de cada prefeito. Em Mato Leitão, assim como aconteceu no município de Venâncio Aires, a Administração decidiu não retomar as aulas para essa faixa etária em setembro, na rede municipal.

A previsão é de um possível retorno para os níveis 5 e 6 da Educação Infantil (pré-escola), em outubro. Para isso, a secretária municipal de Educação, Cultura e Desporto, Simone Silberschlag, compartilha que será realizará uma pesquisa com as famílias de alunos dessa faixa etária (4 e 5 anos). As duas instituições de ensino que têm estudantes nos níveis 5 e 6 são a Emei Vó Olga e a Emef Santo Antônio de Pádua.

Simone ressalta, que a partir do levantamento buscará saber a opinião das famílias a respeito do retorno dos estudantes às atividades presenciais. Além disso, ela salienta que, para ocorrer o retorno em outubro, será analisada a evolução da pandemia e a classificação da região no modelo de Distanciamento Controlado, além de serem obedecidos regras impostas pelo Estado.

A pesquisa será elaborada pela Secretaria de Educação, Cultura e Desporto, e enviada às famílias pelos professores por meio dos grupos de WhatsApp, ao longo deste mês. A rede social já é utilizada pelos profissionais para o encaminhamento das atividades pedagógicas aos estudantes. “É um levantamento para termos uma ideia de quantas famílias mandariam os alunos para a escola. Dependendo do posicionamento delas teremos outro contexto para pensar”, observa Simone.

“Em algum momento precisamos retornar. Isso será feito com a máxima segurança para todos.”

CARLOS ALBERTO BOHN – Prefeito

Outros níveis

Para os demais níveis da Educação Infantil – crianças menores de 4 anos, para as quais não há obrigatoriedade legal de frequência escolar – não há data prevista para a retomada. Com relação ao Ensino Fundamental, o cronograma divulgado pelo Governo do Estado prevê o retorno dos estudantes dessa faixa etária em duas datas: no dia 28 de outubro para alunos dos anos finais e em 12 de novembro para os anos iniciais.

Retorno será escalonado e híbrido

A secretária de Educação Simone Silberschlag ressalta, que quando ocorrer o retorno da Educação Infantil, ele será de forma escalonada e híbrida. A ideia é dividir as turmas em dois grupos. Em cada semana, um dos grupos vai frequentar a escola, durante um período reduzido. Na terceira semana, nenhum dos dois grupos irá para a instituição de ensino.

“Levamos em consideração o período de planejamento do professor e o intervalo de 14 dias. Assim, caso houvesse contaminação, os estudantes ficariam 15 dias isolados”, explica Simone. Como as crianças não estarão na escola durante o período integral, durante o tempo que estiverem em casa, por meio da metodologia de ensino híbrido, realizarão atividades pedagógicas não presenciais.

Ao longo deste mês, as escolas municipais seguem realizando as atividades pedagógicas não presenciais. A Secretaria de Educação também está organizando cartazes informativos para serem expostos nas instituições de ensino e materiais para serem enviados às famílias por meio do WhatsApp.

Outro ponto que está sendo organizado pelo Município, pensando em um possível retorno da Educação Infantil em outubro, é o transporte escolar. O prefeito Carlos Bohn observa que, quando o retorno acontecer, serão tomados todos os cuidados necessários para evitar a transmissão do novo coronavírus. Ele ainda reforça que o atendimento seguirá diversos protocolos, além de redução das turmas e dos turnos. “Tem que se voltar podendo oferecer todas as questões de segurança”, salienta.

Poncho Verde

O Colégio Estadual Poncho Verde, que tem 394 alunos matriculados em turmas do Ensino Fundamental e Médio, seguirá o cronograma de retorno das aulas presenciais proposto pelo Estado. Por isso, o retorno do Ensino Médio deve acontecer em 13 de outubro. As datas do Ensino Fundamental são as mesmas da rede municipal: no dia 28 de outubro para alunos dos anos finais e em 12 de novembro para os anos iniciais.

Saiba mais

  • Por causa das adaptações necessárias em razão da pandemia da Covid-19, como o período de férias e recesso dos profissionais da educação, o ano letivo das escolas municipais da Cidade das Orquídeas deve se estender até meados de janeiro de 2021.
  • O número de estudantes que frequentam os níveis 5 e 6 na Emei Vó Olga e na Emef Santo Antônio de Pádua é 126. Nas três escolas municipais, há 561 alunos matriculados.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome