Carreata iniciou no pórtico de acesso a Venâncio e seguiu até a escola (Foto: Taís Fortes/Folha do Mate)

Eram quase 16h quando a professora Karine Wessling e o estudante Matheus de Freitas, 11 anos, acompanhados do motorista da Secretaria de Educação, Emerson Bitencourt, e da mãe de Matheus, Marisandra de Freitas, chegaram no pórtico de acesso a Venâncio Aires.

A comitiva, que retornava do Paraguai, foi recepcionada no local pela equipe da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Benno Breunig, familiares e amigos. De lá, o grupo seguiu em carreata até a instituição de ensino, localizada no Bairro São Francisco Xavier.

A recepção calorosa foi uma forma de homenagear Karine e Matheus pelo credenciamento do projeto ‘Bairro: nosso espaço, nossa responsabilidade’ no Encuentro Internacional de Ciencia, Tecnología e Innovación, que será realizada no México no primeiro semestre do ano que vem. A conquista foi obtida durante a participação dos dois na Fecimar 2019, realizada no Paraguai. Na oportunidade, eles também garantiram o primeiro lugar na categoria Ciências Sociais.

Para dos dois, o momento de confraternização realizado quando chegaram na Capital Nacional do Chimarrão, após quase uma semana de viagem, foi marcado por muitos sentimentos. “É emocionante ver a nossa família, de casa, dos amigos e da escola. Precisamos deste apoio, pois sozinhos não conseguimos. Precisamos dessa base para nos sustentarmos”, destaca Karine.

APRENDIZADO

Para o estudante do 5º ano da Emef Benno Breunig, participar da feira no Paraguai foi uma oportunidade de compartilhar e conhecer novas culturas e pessoas, além de descobrir características de outros países e lugares. Ele ressalta que foi muito interessante poder apresentar o chimarrão, bebida-símbolo de Venâncio Aires, para os participantes da feira. “Também foi bom mostrar às pessoas sobre o cuidado e o conhecimento sobre o bairro e sobre ter o sentimento de pertencimento”, relata.

Matheus ainda conta que receber o credenciamento para o México foi uma explosão de sentimentos. “É uma alegria muito grande sair do país, atravessar as fronteiras, representar a escola, o Brasil e os meus colegas. Não tenho palavras para descrever esse sentimento.”

INCENTIVO

Segundo a professora Karine, “foi muito emocionante poder levar adiante o nosso conhecimento, o nosso trabalho, aquilo que fazemos no chão de sala de aula, pois esse projeto surgiu em meio à rotina com os alunos.” Ela observa que conhecer projetos que estão sendo desenvolvidos em outros lugares foi importante e aproveita o momento para incentivar professores e estudantes a investirem nas suas ideias. “Há muitos projetos bonitos e bacanas e sabemos que aqui em Venâncio tem muito trabalho sendo desenvolvido e é legal tornar isso um projeto e levar isso adiante. Mostrar para as outras pessoas e aprender com elas”, incentiva.

Para a professora, outro ponto marcante da viagem foi conhecer as ações das demais delegações latino-americanas. “É interessante perceber que alguns dilemas e conflitos que vivemos aqui no Brasil, no Rio Grande do Sul e em Venâncio são vivenciados em outros lugares também. Apesar disso, as pessoas continuam insistindo e acreditando que é com educação que temos o poder transformador. Que é a partir dela que conseguimos tornar as pessoas e espaço onde vivemos melhores”, compartilha.

Além da comitiva de Venâncio, havia apenas mais uma delegação do Brasil, que se deslocou do Macapá até o Paraguai. Também foram apresentados projetos do México, Equador, Argentina e de diversas regiões do Paraguai.


“Nosso projeto nasceu de uma preocupação com as transformações que estavam acontecendo no bairro São Francisco Xavier e como resultado trouxe para os alunos o sentimento de pertencimento.”

KARINE WESSLING – Professora


HISTÓRICO 

  • O projeto ‘Bairro: nosso espaço, nossa responsabilidade’ foi desenvolvido por estudantes do 3º ano da Emef Benno Breunig, em 2017. A ideia de trabalhar sobre o bairro São Francisco Xavier surgiu a partir do tema da escola para o ano letivo de 2017, que destacava a responsabilidade de cada um com o espaço onde vive.
  • Ao mesmo tempo, as obras de pavimentação que ocorriam no bairro despertaram a curiosidade dos alunos, inclusive, por conta do barulho e dos tremores que as máquinas causavam na sala de aula.
  • Em meio às mudanças, as crianças passaram a refletir sobre a necessidade e a importância das transformações no local. A partir disso, estudaram desde a localização, por meio do programa de computador Google Earth, até a origem do nome do bairro e das ruas e o percurso e o tempo em que os alunos levavam para chegar até o colégio.
  • Esse é o terceiro destino internacional da iniciativa. Depois de participar da mostra interna da escola e da Mostra Municipal de Trabalhos Escolares, o trabalho foi apresentando na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec) Júnior, em Novo Hamburgo, onde se credenciou para uma feira da Argentina. Após essa etapa, a iniciativa garantiu vaga no evento realizado no Paraguai na última semana. Agora, eles seguem para o México no ano que vem.

*Este texto foi atualizado no dia 23 de outubro para acréscimo de informações. 

VEJA FOTOS DA RECEPÇÃO: 

LEIA MAIS:

Projeto da Emef Benno Breunig participa de feira na Argentina

Destaque na Argentina, projeto da Escola Benno Breunig se credencia para feira no Paraguai

Projeto da Emef Benno Breunig é apresentado em feira internacional

Projeto da Emef Benno Breuning é credenciado para feira no México

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome