RS inicia estudo para tornar uso de máscara não obrigatório em ambientes abertos

-

Com a diminuição dos casos diários de Covid-19 em muitas cidades do Brasil, há também uma movimentação para liberação de máscaras em locais abertos e até fechados. No Rio Grande do Sul não é diferente, mobilizações políticas podem que o governo reveja esta medida de proteção.

Nas redes sociais, o Governo do Estado publicou que o Gabinete de Crise para Enfrentamento da Pandemia no RS encomendou aos técnicos do governo e ao Comitê Científico, um estudo que avaliará a possibilidade de mudança de obrigatório para recomendado o uso da máscara em ambientes ao ar livre. No entanto, ainda não há prazo para a definição do estudo e da possível mudança.

A discussão também movimenta o setor político. O deputado Federal do Rio Grande do Sul, Marcel van Hattem (Novo) pede que o Estado siga outros exemplos que já não obrigam o item ao ar livre. “A pandemia está diminuindo, a vida está voltando ao normal”, cita. Ele pede que o governador Eduardo Leite edite um decreto que dê liberdade ao cidadão para escolher se usa ou não máscaras. Em Belo Horizonte, São Luís, Boa Vista, Manaus, Mato Grosso e Distrito Federal o uso de máscara já foi liberado ao ar libre. São Paulo e Mato Grosso do Sul estão analisando a liberação e devem anunciar nos próximos dias. As cidades Rio de Janeiro e Chapecó foram as primeiras a liberar o uso total de máscaras, seja em ambientes abertos ou fechados.

Van Hattem também destaca que estão trabalhando em Basília para que seja revogada a obrigatoriedade de mascaras em crianças de 3 a 12 anos. “Não podemos prejudicar ainda mais nossas crianças que já ficaram praticamente dois anos fora das escolas.”

LEIA MAIS:

notícias saúde Folha do Mate

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes