Servidores do IFSul aderem à greve na próxima segunda-feira

-

Os servidores do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul), campus Venâncio Aires, vão aderir à greve nacional – a partir de segunda-feira, 30, e sem data para finalizar -, após negociações sem acordo para reajuste salarial.

Em comunicado oficial, divulgado na sexta-feira, 27, os servidores afirmam que, caso nenhum ajuste seja aprovado até o início de julho, os profissionais devem encerrar o ano de 2022 com quase 30% de perdas salariais. Ainda conforme a nota, foram meses de negociação, e a greve foi a decisão em última instância.

Segundo o comunicado, “para responder ao descaso e desrespeito nas negociações com o governo, não houve alternativa a não ser realizarmos uma greve por tempo indeterminado. O Sinasefe-IFSul aprovou a adesão à greve nacional, para dizer basta ao descaso com os (as) servidores (as) públicos e com a educação”.

A nota informa também que os servidores estão em greve pela reposição das perdas inflacionárias dos últimos três anos (19,99%). “Os servidores públicos não possuem reajustes anuais ou correção da inflação como outros trabalhadores. As reposições inflacionárias só ocorrem em negociações diretas com o governo, o que normalmente envolve greve. Além disso, o índice de 19,99% representa apenas a inflação acumulada neste governo, mas os (as) servidores estão com seus salários congelados há mais de seis anos”, diz o comunicado.

Confira o comunicado na integra:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes