Foto: AI Unisc

Na tarde dessa segunda-feira, 6, a empresa ProfiGen do Brasil, que pertence ao grupo Philip Morris, emprestou à Unisc o extrator de DNA/RNA automatizado que será utilizado na realização dos testes de Covid-19. O equipamento, que é um dos poucos do estado, tem grande capacidade de extração e processamento de material genético do vírus (RNA), contribuindo com a agilidade do processo.

Agora, a próxima etapa para dar início às testagens é aguardar a chegada dos kits encomendados pela Prefeitura de Santa Cruz do Sul, cuja data está prevista para a próxima semana. No momento, os profissionais da Unisc que irão trabalhar no projeto estão otimizando o tempo, realizando capacitações e elaborando um plano prévio de atuação.

Philipe Irala, da ProfiGen do Brasil, destaca que nesse momento todos devem somar esforços. “Ficamos felizes em colaborar com esse projeto que vai atuar em prol da saúde da nossa região”. A empresa também prestará auxílio técnico para a operação do equipamento, fornecendo treinamento, suporte na elaboração de protocolos e materiais técnicos para facilitar a rotina laboratorial, além do acompanhamento técnico durante as atividades e dos demais suportes necessários.

A diretora de inovação e empreendedorismo da Unisc, Andreia Valim, reforça que por ser uma máquina automatizada, os operadores estarão mais seguros e que a equipe já se prepara para o início das testagens. “Nós estamos com o fluxo de trabalho bem delineado e com as métricas de segurança e higienização previamente pensadas, para garantir a integridade de cada colaborador. Hoje, com a chegada do equipamento e por saber que nossa equipe conta com excelentes profissionais, me sinto aliviada pelo caminho que estamos seguindo”, acrescenta.

Além disso, o biólogo Leonardo Moraes, da ProfiGen, está treinando a equipe que usará o Extrator de RNA e seguirá prestando auxílio até o início dos trabalhos de recebimento e processamento das amostras para diagnóstico. “Como estudante da Unisc e profissional da área da saúde é gratificante colaborar com o projeto. Especialmente porque a testagem no município vai agilizar os resultados dos exames e antecipar as medidas preventivas que podem conter a disseminação do vírus”, observa Leonardo.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome