Atividades ambientais começaram na década de 1990. Na foto, ação com o mascote Afubrinha, no Parque do Chimarrão. (Foto: Arquivo/Afubra)

Desde 1991, a Afubra desenvolve o Programa Verde é Vida, em parceria com as escolas dos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com o objetivo de promover a sensibilização através de ações socioambientais.

Das 17 instituições participantes do programa na microrregião, que abrange os municípios de Venâncio Aires, Boqueirão do Leão, Sério, Arroio do Meio e Mato Leitão, oito são da Capital Nacional do Chimarrão.

De acordo com o coordenador pedagógico do Programa Verde é Vida, professor José Leon Macedo Fernandes, o programa teve início com a distribuição de mudas de árvores. Ao todo, já foram distribuídas quatro milhões de mudas pelo Sul do país.

Ao longo dos anos, foram inseridas novas ações, entre elas, o programa de ação socioambiental, sensibilização ambiental e coleta de óleo saturado. Segundo ele, o Verde é Vida se reestruturou para incorporar uma proposta educacional às ações ambientais. Com isso, foram desenvolvidas ações pedagógicas, institucionais, culturais e ambientais, fazendo da escola um instrumento para sensibilizar a comunidade da importância da preservação ambiental.

“Várias práticas foram desenvolvidas. Entre elas, a recuperação de nascentes das encostas e matas ciliares, a coleta de óleo saturado e sementes”, cita o professor. Para ele, o Verde é Vida contribui com vários fatores e apresenta um grande impacto. “O programa gera um ganho pedagógico, ambiental e financeiro”, avalia.

Conforme o coordenador do programa na região de Venâncio Aires, Luis Carlos da Silva, quatro encontros são realizados durante o ano com as escolas de cada microrregião. Reuniões pedagógicas, mostras científicas, gincanas e encontros coletivos fazem parte do cronograma de atividades definido no ano. “As instituições de ensino definem o trabalho a ser desenvolvido pelos alunos, as atividades não são engessadas”, explica. Segundo ele, os trabalhos selecionados nas mostras microrregionais são apresentados na etapa sul-brasileira, que ocorre durante a Expoagro.

Amanda e Larissa, com orientação da professora Simone Kirst Hoffmann, desenvolveram projeto sobre Resíduos Eletrônicos. (Foto: Ana Carolina Becker/Divulgação)

Alunas do 9º ano, da escola Municipal de Ensino Fundamental Dom Pedro II, Amanda Vogt de Medeiros e Larissa Weber, ambas com 14 anos, desenvolveram uma pesquisa sobre Resíduos Eletrônicos para o Programa Verde é Vida, no ano passado.

Dos 24 projetos que foram apresentados na microrregião, elas conquistaram o primeiro lugar e foram classificadas para a XI Mostra Científica da 20ª Expoagro que ocorreria nesta semana, mas foi cancelada por conta do coronavírus.

Amanda afirma que o trabalho de pesquisa foi muito positivo tanto para ela, que pôde entender mais sobre o tema, quanto para a comunidade de Linha Hansel, que se mobilizou para descartar corretamente os materiais, por meio da escola. “É uma grande satisfação ser reconhecida e conquistar a primeira colocação com este projeto. É algo que eu vou levar para toda a minha vida. Eu estou conseguindo passar para as outras pessoas o que eu aprendi e estou recebendo isso de forma positiva”, comenta.

Palestras integram o cronograma de atividades do programa proposto pela Afubra. (Foto: Divulgação)

Ações ambientais

COLETA DE ÓLEO SATURADO

Nos últimos 11 anos, 1.210.444 milhões de óleo de cozinha já foram coletados em parceria com as escolas, familiares dos alunos e empresas parceiras das instituições. O produto coletado pelas escolas é comprado pela Afubra e transformado em biodiesel para ser utilizado nos caminhões da instituição.

– 114 municípios

– 614 escolas

– 174.994 alunos

– 22.785 professores

PROGRAMA DE AÇÃO SOCIOAMBIENTAL

Considerado um dos programas de maior adesão, a ação socioambiental envolve vários subprogramas, entre eles, projeto e relatório de escola (que são encaminhados pelo site), ação de formação de grupos ambientais, pesquisas científicas, ação conjunta (quando é escolhido um tema em específico para ser difundido na comunidade e ações práticas de coleta de sementes e óleo saturado.)

Conforme o coordenador operacional do programa Verde é Vida, Márcio Guimarães, estas últimas ações geram recursos financeiros para as escolas que são retribuídas com bônus para troca de produtos da Afubra.

– 58 municípios

– 191 escolas

– 4.358 professores

– 45.411 alunos

SENSIBILIZAÇÃO AMBIENTAL

Envolve várias ações, entre elas, distribuição de material didático e de mudas de árvores nativas da Mata Atlântica, palestras, orientações técnicas e pedagógicas, coleta de embalagens de agrotóxicos, acompanhamento em viveiros, entre outras atividades. Neste programa também ocorre o bolsa de sementes. Neste caso, os alunos das escolas fazem a coleta, beneficiam as sementes que são entregues ao banco de dados da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), por meio da Afubra. Nos últimos 14 anos, 21.881,7 quilos de sementes foram distribuídos a 1.230 viveiros em todo o Brasil.

– 145 municípios

– 456 escolas

– 95.711 alunos

– 8.565 professores

>> Escolas participantes em Venâncio Aires: Alfredo Scherer, Bento Gonçalves, Cidade Nova, Dom Pedro II, Coronel Thomaz Pereira, Dois Irmãos, São Judas Tadeu e Narciso Mariante de Campos.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome