Ao som de poesia e música foi aberta, na noite de ontem, a 16ª Feira do Livro, de Venâncio Aires, que segue até domingo, 13, no Pavilhão de Eventos São Sebastião Mártir. O evento que tem como tema ‘Os Gaúchos e sua Cultura’ está aberto para o público hoje e amanhã das 8h30min às 21h. E no sábado das 10h às 22h e no domingo é das 10h às 18h.

Foto: Carolina Schmidt / Folha do MateRecital de poesias também marcou abertura
Recital de poesias também marcou abertura

Enquanto a abertura não começava, o público circulava pelos 11 livreiros que expõe os títulos mais diversos e, também, as obras do patrono, Luiz Coronel. Ao soar o início de mais uma abertura junto ao palco principal, o público presente se colocou para prestigiar a cerimônia que contou com a presença de autoridades da Capital do Chimarrão, realizadores, apoiadores e público em geral. O destaque ficou por conta da presença do patrono Luiz Coronel, que no fim da tarde de ontem já conferia, como um dos primeiros visitantes, os espaços da feira.

Durante os pronunciamentos, a gerente local do Sesc, Diane Lacerda Araujo disse que os preparativos da feira começaram meses antes, com os trabalhos feitos com a Kombi Literária nas escolas. A feira somente está sendo realizada, de acordo com ela, pois pessoas estiveram dispostas a organizar e se engajar neste grande projeto cultural.“A nossa esperança deve ser maior que a perspectiva que temos”, afirma. Para ela, a leitura exercita o pensar e, logo, um desenvolver de poemas. “Vamos sair da caixa e liberar nosso pensar”. Para ela, a feira não é apenas um momento para resgatar as culturas, mas de estreitar os laços familiares e de amizade.

Participando, pela sétima vez como prefeito do município da abertura da Feira do Livro, Airton Artus, ressaltou durante a cerimônia que é preciso, cada vez mais, incentivar a leitura entre os jovens. “Precisamos tornar e fazer da leitura parte da nossa rotina”, frisa.

Quem também trouxe seus versos ao público, encantando e fascinando, foi o patrono Luiz Coronel. Durante o cerimonial, enquanto fez o uso da palavra citou poesias e salientou: “Luz de cabeceira, livros abertos para conhecer. A melhor luz para se sentir é aquela que dos livros vem.”

A bibliotecária Rosália Costa recepcionou o patrono com um poema especial, onde, falou sobre a vida do autor, caminhos por onde passou e concluiu: “Afinal que Coronel tu és? Demorei para descobrir, mas, após muito pensar conclui que Luiz és Coronel das palavras.”

CONCURSO Durante a abertura, foi entregue a premiação do 7º Concurso Literário que escolheu: Caroline Rosa Maciel, Gabriel Bochi Machado, Manuela Schwendler dos Santos, Matheus Luís Wunsch Dutra, Hylana Cordenunzi de Mattos, Alana Gabrielle Ferreira, Maria Luisa Alves dos Santos, Samuel Henrique Fagundes, Lisley Greiner, Raiane Brito, Iasmin Becker, Paulo Arthur Borgmann, Oberdan André Bick, Diovana Manganelli, Kamile Schubert , Ellen Cristine Nottar, Mariana Mattie, Vanessa Andréia Göttems, Vera Eli Goergen Antoniolli, Eara Luisa Luft Henckes, André Giles Cornelis Camargo e Gabriel Henrique Kuhn com os melhores desenhos, poesias e conto. Após a abertura, foi realizado o recital ‘A Poesia e a Música Social brasileira’ com o patrono Luiz Coronel, o músico Victor Culanys e atriz Deborah Finocchiaro.

[VIDEO_799]