Em plenário, acusado assumiu autoria do crime (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Quatro mulheres e três homens compuseram o conselho de sentença que julgou, nesta quinta-feira, 18, no Tribunal do Júri de Venâncio Aires, um crime praticado dia 18 de fevereiro do ano passado, no interior de Boqueirão do Leão. O réu Éverton Leandro dos Santos, 31 anos, foi condenado pela morte da esposa, Simone Kellerer dos Santos. Em plenário, ele assumiu a autoria do crime e disse que o fez após ver a mulher olhando mensagens em seu celular. Ela foi morta com um golpe de faca.

De acordo com o juiz João Francisco Goulart Borges, Santos foi condenado por homicídio duplamente qualificado (ciúmes e feminicídio) e teve a pena aumentada por ter cometido o crime hediondo na presença do filho. Por isso, terá que cumprir três quintos da pena para ter direito a solicitar a progressão de regime.

A defesa do réu foi feita pela advogada Márcia Helena da Rosa. Na acusação atuou o promotor André da Costa, tendo o advogado Messias Crestani como assistente de acusação. Os trabalhos foram presididos pelo juiz João Francisco Goulart Borges. O réu retornou para a Penitenciária Estadual de Venâncio Aires, onde aguardava o julgamento preso.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome