Com o objetivo de garantir representação de Venâncio Aires na reunião sobre as restrições de acesso ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que acontecerá em Brasília, no dia 8 de agosto, a Câmara de Vereadores de Venâncio Aires antecipou a audiência pública para tratar deste tema, para o dia 6, às 13h30min, no plenário Vicente Schuck. O ato estava agendado para o dia 17.

A decisão tomada durante a sessão ordinária da Câmara, na segunda-feira, 23, foi debatida pelos vereadores, que expuseram a preocupação com o tema e a importância de ter representantes de Venâncio no evento na Capital Federal. As restrições que estão sendo impostas pelo Bando Central, serão centro de debate em Brasília, pelo ministros de Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas e de Agricultura, Mendes Ribeiro Filho.

Antes disso, Legislativo de Venâncio, juntamente com os Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Sindicato Rural organizam a audiência que pretende reunir vereadores, prefeitos de toda a região, sindicatos, deputados, autoridades estaduais e nacionais, entidades ligadas ao setor, produtores de tabaco e a comunidade em geral. A intenção, segundo o presidente Paulo Mathias Ferreira (PMDB), é levar os apontamentos discutidos e avaliados nesta audiência, para Brasília.

Durante a sessão da Câmara, o vereador Adelânio Ruppenthal (PMDB), sugeriu que seja formalizado um documento desta audiência em prol dos fumicultores do município e da região, e que o mesmo seja levado à Brasília, por algum vereador representando a Casa. “Temos que nos mobilizar, pois estas medidas não afetam apenas o agricultor, mas também a empresa fumageira, o comércio”, frisou. Além de um documento sobre a audiência, sugeriu a criação de uma moção e pediu aos parlamentares que entrem em contato com os deputados das suas bancadas pedindo mobilização e apoio. “Foi uma sacanagem. O governo deixou o produtor pagar o Pronaf e agora anuncia que, a partir desta data não tem mais. Isso é um problema grave. Temos que mostar como é a nossa realidade”, acentuou.

Izaura Landim (PP) comunicou que recebeu ligação do deputado Luiz Carlos Heinze, que se disse preocupado com a situação e que vai se mobilizar. “o governo está buscando uma medida de diversificação, mas isso tem que ser de forma gradativa. Está na hora de fazer uma grande mobilização”. Celso Kramer (PTB) falou da importância de mobilizar os produtores e de fazer pressão às autoridades de Brasília. “A audiência pública é o caminho”.