Com informações de Daiana Nervo/AI Prefeitura.

O aumento no número de furtos e roubos nas últimas semanas, em Venâncio Aires, motivou nesta quarta-feira, 19, uma reunião na Prefeitura de Venâncio para debater o assunto e promover ações de combate à criminalidade.

Foto: Daiana Nervo / AI PrefeituraO encontro reuniu representantes do comércio local, Administração Municipal, Câmara de Vereadores, Polícia Civil e Brigada Militar
O encontro reuniu representantes do comércio local, Administração Municipal, Câmara de Vereadores, Polícia Civil e Brigada Militar

Proposto pela Câmara de Comércio, Indústria e Serviços (Caciva), o encontro reuniu representantes do comércio local, Administração Municipal, Câmara de Vereadores, Polícia Civil e Brigada Militar.

Na oportunidade, cada segmento expôs a sua realidade e estratégias em conjunto foram traçadas. Nos próximos dias, blitz de abordagem e identificação de pessoas serão ampliadas pelas Polícias Civil, Militar e apoio da Fiscalização de Trânsito da Prefeitura.

Apesar da sensação de insegurança gerada nos últimos dias pela ocorrência de assaltos e furtos especialmente no centro da cidade, as chefias da Polícia Civil e Brigada Militar de Venâncio Aires garantem que não há greve ou operação-padrão. Conforme o delegado Felipe Staub Cano, embora o grande passivo de mais de seis mil inquéritos acumulados na DP local, diariamente são cumpridos mandatos de busca e apreensão. “O que existe realmente é a prioridade de atendimento de crimes graves, como assaltos, assassinatos e estupros. No entanto, essa é uma realidade de todo o Rio Grande do Sul e Venâncio Aires não está desassistido”, garantiu.

O tenente José Dutra, da Brigada Militar, também destacou que a propagação de notícias de roubos têm prejudicado o trabalho da guarnição, pois passa à bandidagem a sensação de permissão para agir. “O que a comunidade precisa saber é que a Brigada Militar está agindo, nesta semana efetuamos prisões de envolvidos em assaltos e, nos últimos dias, estamos destacando policiais do administrativo para colaborar também no efetivo de rua”, revelou.

Representantes do comércio trouxeram à reunião propostas debatidas na Caciva para promover uma melhora de curto prazo na segurança pública. Entre as indicações abordadas por Airton Bade estão ajuda de agentes de trânsito na formação de blitz de identificação de veículos; blitz sistemáticas das Polícias Civil e Militar em pontos distintos da cidade; envolvimento conjunto do judiciário para garantir a prisão de reincidentes e mobilização social na busca de mais efetivo para a Brigada Militar.

O prefeito Airton Artus ouviu as ponderações e destacou a situação crítica do Estado, especialmente a falta de perspectiva para novos investimentos e nomeação de servidores. O líder do Executivo ressaltou, porém, que é preciso se desdobrar para dar uma resposta rápida à população. Artus não descarta a cedência de servidores para atuar nas áreas administrativas da BM e PC, enquanto atua na articulação política para reforçar o efetivo. “Vamos buscar, no mínimo, que o Estado cumpra os acordos para a vinda do presídio”, disse ele. Nos próximos dias, um documento conjunto deverá ser entregue ao Governo do Estado e ao Comando Regional da Brigada Militar para promover a vinda de novos policiais para o município.

Enquanto o grupo atua na negociação com o Estado, as forças policiais concordaram com a indicação comunitária de reforçar as blitz. A indicação é que veículos e pedestres sejam abordados, identificados e, se suspeitos, revistados para garantir a tranquilidade de comerciantes e cidadãos comuns.