Entre os dias 1º e 31 de maio, a Secretária de Agricultura e Pecuária (SAP) realizará a primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa no Rio Grande do Sul. As estimativas apontam que serão imunizados 13,7 milhões de bovinos e búfalos.Nesta etapa, o Departamento de Defesa Agropecuária da SAP disponibilizará a doação de aproximadamente 3 milhões de doses de vacinas contra a febre aftosa aos produtores inscritos no Programa Nacional de apoio à Agricultura Familiar (Pronaf) ou no Programa Estadual de Desenvolvimento da Pecuária de Corte Familiar (PECFAM), que possuírem até 30 bovinos e/ou búfalos no seu rebanho, por núcleo familiar. “Não terão direito ao benefício os produtores rurais que não tenham realizado a comprovação da vacinação em campanhas anteriores ou que não tenham pago multas aplicadas previamente”, observa o coordenador do Departamento de Defesa Animal (DDA) de Venâncio Aires Antônio Werner.Durante este período, os proprietários que não tiverem direito às vacinas doadas pelo Estado deverão comprar as doses necessárias para vacinação do seu rebanho e apresentar a nota fiscal nas Inspetorias ou escritórios de Defesa Agropecuária da SAP/RS, especificando a quantidade de animais vacinados, por categoria. Werner reforça que o prazo máximo para apresentação da mesma é de cinco dias úteis após o encerramento da campanha. Caso contrário, serão autuados conforme determinação do Decreto Estadual n° 50.072/13 e terão sua propriedade interditada até que regularizem a vacinação. “O papel do produtor rural é fundamental para mantermos o Estado livre de febre aftosa”, frisa Werner.

Foto: Edemar Etges / Folha do MateEstimativas apontam para a imunização de mais de 13,7 milhões de animais no Estado
Estimativas apontam para a imunização de mais de 13,7 milhões de animais no Estado