A Caixa Econômica Federal (CEF) e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) têm Venâncio Aires como exemplo de desenvolvimento e de busca de novas obras para o crescimento do município.

A confirmação foi dada, em Bento Gonçalves, durante o 39º Congressos do Municípios do Estado. No congresso organizado pela Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), uma das pautas nas rodas de conversa envolveu Venâncio Aires. No encontro, o prefeito Giovane Wickert conversou com gestores do BRDE, Celso Pudwell, e da Caixa Econômica Federal, Eduardo Deotti, sobre os projetos, obras e propostas da Capital Nacional do Chimarrão.

Segundo os gestores, Venâncio é a cidade fora da Região Metropolitana que mais recebe investimentos em obras no estado a partir do BRDE. No momento, são projetados investimentos acima de R$ 27 milhões, a partir de três contratos.

DEZ BAIRROS

A maiores deles pode ter as primeiras licitações lançadas na próxima semana, informa Wickert, se referindo aos R$ 20 milhões que foram contratados junto ao banco, mas autorizados por meio do programa federal Avançar Cidades.

Já na época do anúncio, no início do ano, esse contrato era considerado o maior do Rio Grande do Sul.

Dez bairros serão beneficiados com pavimentações ao longo de 67 quadras. Foram beneficiados os bairros Santa Tecla, Bela Vista, Aviação, Gressler, Leopoldina, Cidade Alta, Brígida, Cruzeiro, Coronel Brito e Universitário. Apenas foram incluídas áreas ainda descobertas de financiamentos federais ou programas municipais.

Atualmente, cerca de 70 quilômetros de vias urbanas estão sem pavimentação na Capital Nacional do Chimarrão.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome