O dueto César Oliveira e Rogério Melo voltou para Festa Nacional do Chimarrão (Fenachim) e voltou para confirmar a receptividade do público de Venâncio Aires e região. No show de quinta-feira, 8, o Chimarródromo lotou para ver novas e antigas canções dos tradicionalistas. A dupla não deixou de fora músicas do CD que será lançado em breve, como ‘última Lembrança’ e ‘O Roubo da Gaita Velha’.

O projeto batizado de ‘Cancioneiro’, conforme César Oliveira, é um sonho realizado de mais de dez anos. “é um trabalho que eu dei início com o seu Luiz Menezes, um dos maiores compositores do nosso Estado, e ele vem com 16 composições que são trilhas sonoras da vida de cada pessoa. Dificilmente, quase que impossível uma pessoa não ter escutado uma delas”, salienta Oliveira.

Prestígio

A marca do show foi a presença de público, que além dos visitantes tradicionais, recebeu os tradiciolistas que também vieram para o início do 47º Rodeio Estadual do CTG Erva-Mate. Para Rogério Melo, retornar e ser bem recebido é o principal fator em um evento como a Fenachim.“Nós subimos mais uma vez o palco, com a benção de Deus fizemos um bom trabalho e o público nos correspondeu. Eu acho que esse é o nosso maior pagamento, sem demagogia nenhuma. A parte mais importante do nosso trabalho é quando o público prestigia e é para isso que nós trabalhamos e esse é nosso foco. Então nós somos muito gratos e espero que possamos retornar a região.”

Mais detalhes na edição impressa de 10/05