Para presidente do Nova, Cláudio Cruz, feira é possibilidade de mostrar o trabalho e divulgar a beleza das orquídeas (Foto: Eduarda Wenzel/Folha do Mate)

Pela primeira vez, a Festa das Orquídeas contará com a Exposição Nacional de Orquídeas, depois de Mato Leitão sediar 12 edições da mostra estadual. Ao todo, serão 160 expositores de 25 municípios do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, e mais de mil plantas.

“Vamos ter muitas espécies de orquídeas, mas a nossa rainha na exposição vai ser a Laelia purpurata, que floresce nesta época”, afirma o presidente do Núcleo de Orquidófilos de Venâncio Aires, Mato Leitão e Passo do Sobrado (Nova), Cláudio da Costa Cruz.

De acordo com ele, a feira é o momento de mostrar o trabalho e a beleza das flores. “Também temos mais de 60 premiações para as orquídeas, o que vai acontecer na sexta-feira à tarde”, cita.

Na visão do presidente do Nova, um dos momentos mais esperados da festa é a palestra com Roberto Martins, com o tema ‘As cinco técnicas para o sucesso no cultivo de micro-orquídeas’, que ocorre no sábado à tarde. “Desde o ano passado estávamos contatando ele para fazer essa palestra. Já temos pessoas de vários municípios interessadas. Acredito que vai ser um ponto alto da feira, porque ele tem muito conhecimento do assunto”, comenta Cruz.

LEIA MAIS: Confira a programação da 3ª Festa das Orquídeas

Flores de orquidófilos de 25 municípios vão integrar a mostra (Foto: Eduarda Wenzel/Folha do Mate)

DE COLECIONADOR A EMPREENDEDOR

A troca de conhecimento e de experiências entre os orquidófilos deve ser um dos destaques do evento. Enquanto alguns são criadores de orquídeas há décadas, outros estão iniciando o hobby. O presidente do Nova é colecionador das plantas desde 1998 e proprietário do Orquidário Cruz, em Venâncio Aires, há 4 anos.

Ele, que sempre gostou de plantas, lembra que, quando criança, sua mãe cultivava muitas flores, por isso, acredita que começou a se interessar também. “Ela não podia ir nos vizinhos que sempre voltava com alguma planta ou muda”, relembra.

A participação no Núcleo de Orquidófilos começou depois que Cruz foi presenteado com uma Laelia purpurata, em uma exposição, por um dos fundadores da entidade, Milton Roos. “Foi um ‘empurrão’ para eu me associar.”

Cruz chegou a ter mais de duas mil plantas na sua coleção, mas decidiu reduzir. Anos depois, transformou a paixão em negócio. “É muito gostoso criar orquídeas. Na maioria das vezes, as pessoas têm isso como um hobby e não como um comércio.”

UMA ORQUÍDEA QUE MARCOU GERAÇÕES

Entre os 160 expositores da feira estará Irmgarte Schwarzbold, moradora de Mato Leitão e atual secretária do Nova. Entre as plantas que serão expostas por ela, uma tem mais de meio século e uma história especial.

Irmgarte é uma das expositoras da feira (Foto: Eduarda Wenzel/Folha do Mate)

Quando adolescente, Irmgarte se mudou para Mato Leitão e passou a morar na casa que era de sua vó, onde reside até hoje. Foi nessa época que começou a gostar de flores, pois na casa tinha um vaso com orquídea Dendrobium, que lhe chamou atenção pela beleza.

“Uma vez até tirei ela do vaso e coloquei na terra, mas logo conversei com pessoas que já entendiam do assunto e troquei ela para o vaso novamente, porque se não ela ia morrer. Essa planta tem mais de 50 anos e vai estar na exposição”, comenta.

Irmgarte ainda lembra que gosta de participar das mostras, não para concorrer, mas para ter lembranças e conhecer mais sobre o assunto. “Nas feiras, temos a xícara que é dada como prêmio, todo ano com a foto de orquídea de um criador. Neste ano, eu sou a homenageada. Estou muito feliz em ver a foto de uma planta minha ser dada de presente aos premiados”, ressalta.

LEIA MAIS: 3ª Festa das Orquídeas começa hoje, com expectativa de reunir mais de 20 mil visitantes

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome