Situação do Arroio Sampaio é considerada crítica. São apenas algumas poças de água (Foto: AI Prefeitura)

O Diário Oficial da União publicou na terça-feira, 31 de março, portaria reconhecendo a Situação de Emergência emitido pelo prefeito Carlos Alberto Bohn em função dos prejuízos da estiagem. Os levantamentos foram encaminhados ao governo federal pelas Coordenadorias Regionais de Proteção de Defesa Civil (CREPDEC), divididas em várias regiões do Estado.

O decreto municipal, com dados de prejuízos no setor primário, havia sido assinado nos primeiros dias de janeiro. O quadro se agravou em março com risco no abastecimento de água em todo o município.

No dia 19, Carlos Bohn determinou racionamento de água pelo prazo de 30 dias. As associações hídricas estão autorizadas a aplicar penalidades de advertência e multa para aqueles que descumprirem diversas normas como lavar carros, calçadas, irrigar gramados, jardins, floreiras ou encher piscinas.

Na agricultura, conforme levantamento da Secretaria da Agricultura e Emater, os prejuízos ultrapassam R$ 10 milhões, atingido diretamente quase 500 famílias em todo o município.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome