Marcos Scharnberg apostou na diversificação para aumentar a produção e melhorar a renda (Foto: Guilherme Ubatuba Teixeira/AI Prefeitura)

A piscicultura de Marcos Scharnberg, na Estrada dos Alambiques, em Vale Verde, tem registrado crescimento constante, especialmente nos últimos dois anos. Segundo Scharnberg, a diversificação tornou-se necessária. “Plantávamos fumo e milho, mas não conseguíamos avançar na piscicultura e na renda. Então, com a atual Administração, foi estabelecida uma relação de parceria e foi possível investirmos na diversificação, que trouxe um incremento tanto com uma maior produção e, com isso, possibilitou uma melhoria na renda”, explicou.

Scharnberg tem há 18 anos uma piscicultura de mesmo nome. São 23 açudes onde são criados mais de dez espécies de peixes, como tilápia, carpa chinesa (peixe colorido), jundiá, todos os tipos de carpa, entre outras. Criar a própria larva e fazer a ração foram algumas das mudanças desde 2017. “Comprávamos tudo. A larva era adquirida e colocada nos açudes, para depois termos os alevinos. Mas, desde que começamos a trabalhar mais na diversificação, o custo tem diminuído muito”, destacou o piscicultor. Com isso, no tamanho certo, a larva é repassada aos açudes, “até 1 milhão delas em um grande”, e depois este mesmo local é utilizado para a engorda dos alevinos. “É um ciclo e isso nos permite ter um peixe de 14 a 16 cm, que é o nosso principal foco e também o do mercado”, explica.

A ração, que tem uma porcentagem de 42% de proteína (maior que a da fábrica), é o alimento utilizado para tratar os peixes de todos os açudes. Como é feita em casa, se torna até 70% mais barata que a do mercado. Outra prática que reduz custos e possibilita, assim, mais investimento tanto em conhecimento do produtor quanto na diversificação da produção. “Da larva até a engorda, tudo é feito aqui. Queremos aumentar ainda mais. A Prefeitura já reformou três açudes nos últimos meses, sempre que peço auxílio sou atendido, e o nosso sonho é que a família toda possa trabalhar com os alevinos”, projeta.

A Piscicultura Scharnberg está localizada na Estrada dos Alambiques (Foto: Fotos Guilherme Ubatuba Teixeira/AI Prefeitura)

Atualmente, são mais de 30 associações, cooperativas, secretarias e municípios do estado atendidos pelo piscicultor, além de vendas particulares. Passo do Sobrado, Venâncio Aires, Agudo, Sinimbu e Porto Alegre são algumas das cidades. “Como eu estou sempre aprofundando o meu conhecimento e realizando, em especial desde 2017, reformas e a gestão correta de custos, posso vender mais e com um preço justo. Vale Verde está se tornando conhecido na região por conta disso. A diversificação seja no ramo dos alevinos, frutas, hortaliças, sempre é importante e só tem a somar na propriedade”, avalia.

“Através de visitas ao interior, colocamos a Administração à disposição do produtor no que for preciso. E, a partir da demanda e da importância da diversificação, está sendo elaborado um auxílio para que a Piscicultura Scharnberg continue crescendo ao longo dos anos e possa ter mais renda e, com isso, uma maior qualidade de vida. Medidas como essa sempre poderão contar com uma atenção especial da nossa Administração”, destaca o prefeito Carlos Gustavo Schuch.

 

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome