Agente administrativa Rosane Meurer, prefeito Carlos Gustavo Schuch e secretária interina de Saúde, Jucimar Dutra, definiram as ações a serem tomadas (Foto: Guilherme Teixeira/AI Prefeitura)

Novas ações para melhorar o atendimento à população, como agendamento de consultas, atendimento prioritário de gestantes, crianças e consultas com médico no interior. Esse foi o objetivo da reunião realizada na Prefeitura, no dia 5, entre o prefeito Carlos Gustavo Schuch, a secretária interina de Saúde, Jucimar Dutra, e a agente administrativa, Rosane Meurer. As modificações irão ocorrer com a finalidade de alcançar o que está previsto em portaria do Ministério da Saúde.

O agendamento das consultas será realizado pelo cidadão de duas maneiras: por meio do agente comunitário de saúde ou diretamente na recepção do posto de saúde. A pessoa pode informar que precisa de uma consulta para mostrar os resultados de algum exame ou para algo que não seja urgente, mas que necessite de auxílio médico, quando o agente de saúde realizar uma visita ao domicílio. Desta forma, não será necessário acordar cedo para ir ao posto de saúde, esperar e retirar uma ficha. “O munícipe saberá que o atendimento será realizado, não correndo o risco de perder a viagem”, explica a secretária.

COMO FICA

• O médico do programa da Estratégia de Saúde da Família (ESF), que agora se chama Atenção Primária à Saúde (APS), terá, em média, 50% dos seus atendimentos agendados. Um médico clínico geral ficará responsável pelo restante da demanda. Urgência e emergência funcionam normalmente.

• Mulheres grávidas, crianças e gestantes devidamente cadastradas terão atendimento prioritário. A medida é para que o grupo seja mais bem assistido e para que o Município atinja as metas impostas pelo Ministério da Saúde.

• “Além disso, iremos organizar o plano de controle de gestantes. As mulheres devem realizar o cadastro até a vigésima semana, na secretaria, para que seja possível o nosso acompanhamento médico e, inclusive, o atendimento em saúde bucal, que agora é obrigatório”, explicou a agente administrativa, Rosane Meurer.

Médico e enfermeira no interior

A equipe da saúde, composta sempre por um médico e uma enfermeira, começará a realizar atividades coletivas em todas as localidades do município, para falar sobre temas relacionados à saúde e atender a população. Cada mês terá um tema diferente, entre eles saúde mental, bucal ou nutrição. O médico e a enfermeira serão acompanhados pelos respectivos profissionais da área daquele mês.

Os procedimentos serão realizados na unidade móvel da secretaria. “A medida irá melhorar o sistema de saúde de Vale Verde, visto que estaremos levando atendimento e informação à população do interior, de modo que poupará tempo e, ainda, elas terão o problema resolvido sem precisar ir até o Centro. A partir de março vai mudar, mas para melhor, pois é algo obrigatório para atender as demandas do Ministério da Saúde”, reforça o prefeito Carlos Gustavo Schuch.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome