Enquanto o governo federal ameaça multar os motoristas que permanecem parados em algumas rodovias federais, o movimento toma força em Venâncio Aires. A maior concentração acontece em frente ao posto Chama, na RSC-287.

Centenas de veículos de carga estão parados e máquinas agricolas começam a dividir espaço, às magerns da rodovia. A intenção é de mobilizar toda a comunidade para apoiar o protesto. “Não é coisa dos camioneiros. Todo mundo tem que ajudar”, observou o empresário Dênis dos Santos.

Foto: Alvaro Pegoraro / Folha do MateTratores já aparecem no cenário das manifestações
Tratores já aparecem no cenário das manifestações

Organizadores se dividem na tarefa de levar alimento e água nos locais onde há bloqueio. Veículos leves e ônibus têm trânsito livre. A luta é, principalmente, pela redução do preço dos combustíveis, principalmente o óleo diesel.