Fantasias da Malandros do Ritmo, em 2019, levaram ainda mais cor, luxo e glamour à Rua Grande (Foto: Alvaro Pegoraro)

A Associação Carnavalesca Malandros do Ritmo já trabalha em ritmo acelerado para o Carnaval 2020. Recentemente, a escola divulgou que o enredo ‘Nesta festa colorida, Malandros dançam a vida’ irá guiar os trabalhos para o próximo ano.

Segundo a diretora de Carnaval, Daniela Seibt, a ideia é levar uma proposta mais lúdica, leve, divertida e prazerosa, aproximando a cultura popular e a educação da Osvaldo Aranha. “Cada componente irá levar muita cor, representando sonhos de um povo que luta para sorrir e ser feliz. Queremos mostrar que eu, você, todos nós e todo mundo, pelo menos uma vez já se deixou levar pela dança, sem vergonha de ser feliz e, se atravessou o samba na passarela dessa vida, não se importou, apenas curtiu”, explica sobre o enredo.

Além disso, a intenção é apresentar sete alas, cinco carros alegóricos, 32 destaques e dois tripés. O samba-enredo está finalizado e deve ser gravado no próximo mês. Em breve também ocorrerá a divulgação do calendário de ações que devem ser desenvolvidas pela Malandros do Ritmo.

FANTASIAS
Daniela e o marido Rogério Seibt, que é presidente da escola, já trabalham na confecção de fantasias, que são feitas sob medida. No momento estão sendo produzidos os esplendores e cabeças. “Quem faz todos os adereços somos nós dois. Ele faz toda a parte de ferro e arames, e eu decoro. Eventualmente, temos a ajuda de uma ou duas pessoas”, explica.

Segundo ela, os destaques da escola estão sendo escolhidos e esses serão os primeiros a terem seus adereços e roupas finalizados. “Temos poucas opções de destaques sobrando. Depois da apresentação do enredo, logo fomos procurados”, conta.

Para o desfile do próximo ano, a escola deve contar com 120 a 140 integrantes na Rua Grande. “Primamos pela qualidade, não pela quantidade. Assim, podemos sempre ter fantasias inéditas e luxuosas. Na nossa concepção, camisetas não são fantasias”, afirma.

Samba-enredo

Se é pra dançar eu vou

Vou de pé no chão

Dança é alegria, arte, saúde e

religião

 

Se é pra dançar eu vou

Vou de salto alto

Dançar também é arte

Faz parte deste palco

 

Eu vim de longe pra ti provar

Que dançar, faz parte da vida

Faz bem pra sua mente, forma de

inspiração

A Malandros vai invadir seu

coração

 

Nos passos suaves de um samba

Meu corpo se deixar levar, levar

Vou te envolver nesta dança

São dois pra lá, dois pra cá

 

Dança que danço comigo, samba,

axé, forró e baião

Gira se joga se mexe, segue

batendo na palma da mão

Sente a energia, minha bateria

não pode parar

Quero ver minha escola soltar o

grito vamos cantar

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome