Com o título, Daiara passa a ser a representante do estado na final do Miss Brasil Latina (Foto: Rafael Bëde/ Divulgação)

A simpatia e a beleza de Daiara Stein foram alguns dos atributos que fizeram com que a venâncio-airense conquistasse, no sábado, 3, a faixa de Miss Rio Grande do Sul Latina 2020. Essa é a primeira vez que esta faixa é conquistada por uma moradora do município. O concurso que elegeu a estudante de Psicologia foi realizado no Canoas Parque Hotel, em Canoas. Com o título, Daiara passa a ser a representante do estado na final do Miss Brasil Latina que ocorre em maio de 2020, em Pernambuco.

Recepcionada na Capital do Chimarrão no desfile dos motoristas, realizado na manhã de domingo, 4, a Miss conta que essa conquista só foi possível porque teve ao seu lado profissionais incríveis. “Eu tive também meus familiares e os amigos que torceram, que acreditaram em mim e que não me permitiram desistir em momento algum. Eles me passaram tranquilidade, uma segurança que fez com que eu não estivesse tensa durante o meu desfile”, comenta.

LEIA MAIS: Daiara Stein é eleita a Miss Rio Grande do Sul Latina

A conquista do título já iniciou na sexta-feira, 2, quando a venâncio-airense ficou em confinamento até a final do concurso no sábado. “Foi uma experiência única na minha vida. Foi exaustivo obviamente, mas com toda a certeza foi muito engrandecedor para mim e vou lembrar cada detalhe com muito carinho”, justifica.

Além de conquistar o título principal, Daiara também foi agraciada com a faixa de Simpatia e Bronze. “A Miss Simpatia é escolhida pelas próprias participantes do concurso, onde em uma votação sigilosa, elegem a menina mais carismática, mais simpática e eu fiquei muito feliz com o resultado. Afinal de contas, além de conquistar o título e os jurados, eu também consegui conquistar as minhas colegas de concurso”, pontua.

A partir de agora, a rotina deve voltar ‘ao normal’ seguindo os estudos no curso de Psicologia da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) e o trabalho como secretária da empresa da família, a S.O.S Lonas Ltda. Ao mesmo tempo, ela conciliará a rotina de preparação para a etapa nacional.


“Dentro de nove meses estarei representando nosso Estado na etapa nacional do concurso e pretendo mostrar toda a força da mulher gaúcha e a essência do povo latino.”

DAIARA STEIN – Miss RS Latina 2020


Daiara Stein com o vestido de gala usado durante um dos desfiles do concurso (Foto: Rafael Bëde Meirelles / Divulgação)

Momentos

A miss RS Latina conta que o maior momento de tensão vivido durante o concurso foi quando estavam anunciando as candidatas que integrariam o Top 15. “Restava apenas uma vaga. Eu estava paradinha olhando para os lados com todas aquelas outras mulheres incríveis e sensacionais. Me bateu um nervosismo e meu cotação já estava na garganta, querendo sair pela boca. Quando anunciaram Venâncio Aires me deu um alívio”, recorda. Os demais momentos do concurso foram vividos com muito tranquilidade e naturalidade.

Apoio

“A Daiara apenas recebeu o que é de mérito dela. Ela foi para o concurso curtindo ele”, comenta Sandro Kroth, coordenador municipal do concurso. Além de acompanhar a venâncio-airense, ele também esteve ao lado da candidata de Garibaldi, Larissa Furlanetto. “O sentimento ainda é uma emoção muito grande. Confesso que as duas estarem juntas na final é uma ficha que ainda não caiu ou, se caiu, eu não senti de tanto que almejei isso. Em momento algum eu acompanhei menos uma ou mais a outra, sempre procurei estar presente para as duas na mesma proporção. O que eu dizia para uma, a outra estava junto”, destaca.

Daiara e Larissa devem ir juntas à etapa nacional do concurso. No entanto, apenas a ganhadora do município representa o estado gaúcho. Larissa deve representar outra região ou estado.


“A Daiara é a semente que do que ela plantou na sexta-feira quando ela pisou no Canoas Parque Hotel. No sábado ela já colheu.”

SANDRO KROTH – Coordenador municipal


Solidariedade

Com o patrocínio dos ingressos e do ônibus para a torcida que participou no sábado, em Canoas, Daiara propôs aos convidados que levassem um quilo de alimento ou agasalho que seriam posteriormente doados à ONG Parceiros da Esperança (Paresp). “Eles foram de extrema solicitude e eu consegui arrecadar muitas coisas. Fiquei muito feliz com a participação”, destaca.

Daiara fez a doação de alimentos e agasalhos à ONG Parceiros da Esperança (Foto: Arquivo pessoal)

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome