Livros poderão ser adquiridos de forma presencial (Foto: Débora Kist/Arquivo FM)

Milhares de pessoas circulando, aglomeradas em torno de estandes, atrás de livros raros, promoções, clássicos ou apenas para folheá-los. Isso foi possível até o ano passado, quando cerca de 20 mil passaram pelo Parque do Chimarrão durante os dias de Feira do Livro.

Mas, no ano do coronavírus, tudo mudou. Ainda assim, quem quiser ir às compras de forma presencial, poderá fazê-lo durante a 21ª edição da Feira do Livro de Venâncio Aires, que ocorre de 21 a 24 de outubro. A oportunidade será no último dia, um sábado, entre 9h e 17h.

Para tornar isso possível, parte da rua General Osório, na lateral da Prefeitura, será fechada. É neste ponto que duas livrarias (ainda pode haver confirmação de uma terceira), irão expor seus produtos. Os livros ficarão sobre mesas e expositores verticais.

“Vamos adotar os mesmos protocolos do comércio local, que dispõe de álcool gel e controla o número de clientes dentro dos estabelecimentos. Se houver fila, vamos controlar o distanciamento e as pessoas vão acessando aos poucos a rua”, explica a gerente do Sesc, Diane Lacerda de Araújo.

Como será ao ar livre, sempre há risco de chuva. Se isso acontecer, a atividade será cancelada e a venda ‘física’ ocorre apenas na livraria Castelo. Na loja de Venâncio, também estão previstos momentos para sessões de autógrafos de escritores.

Alcance

A maior parte da programação será virtual e a organização conta com a participação nas redes sociais para mensurar o público. “Por isso tudo será concentrado na página da Feira do Livro no Facebook, sejam as conversas com escritores ou as lives de músicos”, destaca Diane.

O que deve potencializar o alcance é uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação. Entre a quarta e a sexta-feira, turmas de Educação Infantil e Anos Iniciais terão como ‘aula’ a participação nas lives de escritores e artistas.

Patrona

Com o tema ‘Ler é para Todos’, a 21ª Feira do Livro terá como patrona Martha Medeiros. A escritora participa de um bate-papo virtual na abertura do evento, dia 21, a partir das 19h30min.

LEIA MAIS: “O maior incentivo da leitura é o exemplo”, diz bibliotecária

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome