“Ser eleita rainha é emocionante, mas também sinônimo de muita responsabilidade”, destaca Taliana Silva

-

Na noite do sábado, 25, a comunidade venâncio-airense conheceu a nova corte do Carnaval Adulto do Interior. Taliana Beatriz da Silva, 20 anos, do bloco Os Imigrantes de Centro Linha Brasil, foi eleita a rainha; Alícia Anália Wenzel Caetano, 20 anos, representante do bloco Imperadores da Folia, de Linha Cecília, recebeu a faixa e coroa de primeira princesa; e Tatiana Luize da Silveira, 20 anos, representante do Bloco Os Palmeirenses, de Linha Arroio Grande, conquistou o título de segunda princesa.

A escolha das soberanas ocorreu no ginásio Luizão, de Vila Santa Emília. O evento foi organizado pelo bloco Imma Knill. A Folha do Mate conversou com Taliana sobre como foi a preparação para o concurso e o que representa para ela ostentar o título de rainha do Carnaval Adulto do Interior.

Folha do Mate: Qual a sensação de ser eleita rainha do Carnaval do Interior?

Taliana Beatriz da Silva: Está sendo algo único. Um divisor de águas na minha vida, pois sempre fui muito tímida. E com esse concurso descobri que posso me superar e ter coragem de dar o melhor em tudo. E é esse o sentimento que vou levar para o trabalho que começa agora. Ser eleita rainha é emocionante, mas também sinônimo de muita responsabilidade. Junto das minhas princesas, Alícia e Tatiana, quero me empenhar ao máximo na divulgação e representação do nosso Carnaval do Interior. Até aqui, só agradecimentos a todos que me apoiaram, especialmente ao meu bloco, Os Imigrantes, de Centro Linha Brasil.

Qual a sua relação com o bloco Imigrantes?

Minha relação com Os Imigrantes vem da infância. Desde pequena já participava do bloco na categoria infantil, sendo que também representei o grupo da Suib na escolha da corte de 2009. Tenho familiares que moram na localidade e, que inclusive, já coordenaram o bloco. Também acompanhei todos os passos de uma tia minha [Veridiana Röhsler] que foi rainha nas duas categorias, e que me inspira muito. Além disso, tenho um orgulho enorme desse bloco. Centro Linha Brasil é uma localidade muito unida e próspera, o que não é diferente quando se refere ao Carnaval.

Desde quando o Carnaval faz parte da tua vida?

Faço parte do bloco desde a infância. Tinha uns 4 anos quando minha família me levou para participar dos bailinhos pela primeira vez. Foi junto dos meus primos que criei gosto por essa cultura e aprendi a valorizar toda a dedicação que cada bloco coloca na realização desses eventos que há mais de 30 anos movimentam nosso interior.

Foto: Rosana Wessling/Folha do Mate

Conta um pouco da sua preparação. Como se dedicou para ir em busca desse título?

Assim que recebi o convite do bloco para concorrer, confesso que fiquei um pouco em dúvida em aceitar um desafio tão grandioso e especial. Mas conversei com minha família e vimos que eu não poderia perder essa oportunidade de crescimento. Não entrei no concurso pensando em ficar no trio, mas em representar bem Os Imigrantes e me superar. Foi durante a preparação que o coração começou a bater mais forte e a vontade de compor a corte aumentou. Foram meses de ensaios com pessoas ligadas ao Carnaval para caprichar no samba, preparação na oratória e dicção para as entrevistas, e estudo sobre a história do Carnaval e do meu bloco. Tudo isso, junto com trabalho e faculdade [Ciências Biológicas]. Não foi tão fácil. Mas agora está sendo recompensador.

E agora, após eleita, como pretende representar nosso carnaval do interior? Quais os desafios e metas a cumprir?

Já me diverti durante o concurso. Agora quero me divertir ainda mais. É necessária muita responsabilidade e dedicação para representar quase 40 anos de história do Carnaval do Interior, mas também dá para se divertir muito com toda esse folia. Já temos agendadas entrevistas e outros compromissos, incluindo a escolha da corte infantil, que será outro momento muito especial. Por isso, já aproveito para convidar a todos para prestigiar a escolha, no domingo, em Linha Brasil. E também, estão todos convidados para fazer a festa nos nossos bailes da Aciva. Vamos todos juntos valorizar nossa cultura e fortalecer cada vez mais nosso interior.

Foto: Rosana Wessling/Folha do Mate

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes