chama crioula CTG Querência da Mata Mato Leitão
Chama chegou a Mato Leitão por volta do meio-dia de domingo e ficará acesa até o dia 20 (Foto: Divulgação)

Uma homenagem ao patrão fundador do Centro de Tradição Gaúcha (CTG) Querência da Mata, Eraldo de Souza Costa – falecido em dezembro do ano passado –, marcou o início da Semana Farroupilha de Mato Leitão. A atividade ocorreu na manhã de domingo, 13, quando um grupo de 25 cavalarianos realizou o acendimento da Chama Crioula no jazigo do ex-patrão fundador do CTG, no cemitério municipal de Venâncio Aires.

A solenidade teve a presença de familiares, tradicionalistas e da coordenadora da 24ª Região Tradicionalista (24ª RT), Luce Carmen Mayer, além do músico Elemar Marques e a filha Camilly, que cantaram e tocaram durante a homenagem.

O patrão do CTG Querência da Mata, Renato Damera, destacou que a homenagem póstuma lembra a atuação do tradicionalista que, por décadas, se dedicou à divulgação das tradições gaúchas e nas atividades da Semana Farroupilha desde a criação do município de Mato Leitão.

homenagem Eraldo Costa Mato Leitão tradicionalismo
Solenidade ocorreu junto ao jazigo do ex-patrão do CTG Querência da Mata, no cemitério municipal de Venâncio Aires (Foto: Divulgação)

Luce Carmen também ressaltou a jornada de Costa frente às entidades tradicionalistas e ao CTG Erva Mate, de Venâncio, e depois junto ao CTG Querência da Mata, iniciando as atividades na propriedade da família Costa, até conquistar a pista de laço e o galpão junto ao Parque Municipal de Mato Leitão.

Após oração coordenada pela companheira Carmen Goerck, o filho do homenageado, Evandro Costa, agradeceu a homenagem e a família acendeu uma vela no jazigo. Desta chama, ele e o patrão do CTG retiraram uma centelha que foi levada para Mato Leitão.

De acordo com Dameda, a chama está acesa no galpão da chácara dele, onde ficará até o domingo, 20, feriado do Dia do Gaúcho. “Eu e minha esposa iremos cuidar dela durante a semana e, no domingo, faremos uma pequena solenidade, quando a chama será extinta”, explica. Ele lamenta que, por conta da pandemia do coronavírus, não é possível realizar mais atividades em grupo para marcar a Semana Farroupilha.

LEIA MAIS

Sede própria do CTG Querência da Mata, de Mato Leitão, está cerca de 40% concluída

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome