Casal de Linha Herval aguarda ansiosamente para as entregas no PAA (Foto: Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Há oito anos o casal Ivonir e José Vanderlei Lucas, de Linha Herval, decidiu utilizar os quase dois hectares de terras para cultivar hortaliças. O foco são as vendas no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que correspondem em torno de 40% da renda do casal. Hoje, com o aumento na produção também atendem uma agroindústria de Mato Leitão com pimentas e pepinos e outros programas através da Cooperativa dos Produtores de Venâncio Aires (Cooprova). Pelo programa, os alimentos são fornecidos para os presídios da região, escolas municipais e estaduais e venda direta dentro da cooperativa entre os cooperados.

A cada ano o casal moderniza o espaço e cria as próprias mudas das hortaliças. “Trabalhamos durante muitos anos com o tabaco. Quem sabe semear fumo, sabe semear as verduras”, conta José, ao salientar que o tabaco deixou de ser cultivado na propriedade.

A horta, com gotejamento, garante produtos frescos e de qualidade o ano todo. “No verão chega a gastar 35 mil litros de água por dia. Temos um açude para abastecer as plantinhas”, explica Ivonir. Ela conta que no início do ano, durante a estiagem, o casal teve que optar em regar as pimentas e parar com o pepino.

Para o PAA, o casal já tem plantados e em fase final para iniciar a colheita, 890 pés de couve-flor e 2,6 mil de repolho. Além disso, canteiros de alface, beterraba e couve folha chamam a atenção na propriedade em Linha Herval. “Como o objetivo é ter hortaliças quase o ano todo, a plantação é escalonada, um pouco de cada vez”, acrescenta José.

Ivonir expõe a satisfação de trabalhar com as hortaliças e garante que o auxílio e incentivo da Emater-RS/Ascar foi fundamental para inovar e mudar de ramo dentro da propriedade. “Há oito anos estamos trabalhando só com as hortaliças. A gente gosta do que faz, se dedica para ter alimentos de qualidade para quem precisa e vai receber. Lá no início, quando terminava a safra, eu tinha que ir para a cidade trabalhar na fumageira porque o dinheiro não chegava. Agora não.”

Entregas de alimentos iniciam no dia 7

A preparação das hortas dos mais de 100 produtores fornecedores do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) iniciou há meses. Faltando menos de 10 dias para o início da distribuição de alimentos para mais de 670 famílias e três entidades, os agricultores aguardam ansiosamente para começarem a colheita e iniciarem a distribuição dos alimentos. O PAA tem como objetivo promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar.

A primeira turma irá receber as sacolas de alimentos no próximo dia 7 e o programa tem como meta seguir até o fim de novembro. “Serão quatro meses que nossos produtores terão que se organizar para fornecerem os alimentos para mais de 600 famílias”, afirma a secretária administrativa da Cooprova, Carine Larsen.

Até o momento, são 670 inscritos para receber alimentos fornecidos pelos agricultores de Venâncio Aires, com entrega marcada para o dia 7 de julho, das 13h30min até as 14h30min, na sede da Cooprova, para a primeira turma. Além disso, a Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Social ainda realiza o cadastro de interessados que queiram participar da lista de espera do programa. Os inscritos que não forem retirar os alimentos na data marcada perderão a vaga.

Para a retirada é necessário alguns cuidados em virtude da pandemia do coronavírus, como o uso obrigatório de máscara e será permitida a entrada de uma pessoa por vez. Importante que os beneficiados levem os documentos necessários como Cadastro de Pessoa Física (CPF), Registro Geral (RG) e sacola para retirar os alimentos.

Entregas

Diferente dos anos anteriores onde os produtores ficavam no pavilhão e cada família passava e pegava seus itens, a Cooprova adotou medidas de distanciamento devido à pandemia da Covid-19. Será adotado um sistema de caixas e cada família recebe em torno de 25 itens. “Nossos produtores irão fazer a entrega dos alimentos na parte da manhã, eles descarregam, pesam e vão embora. Na parte da tarde, um membro da família que vai receber os alimentos vem até a Cooprova, no horário, com as suas sacolas e pega os itens da caixas e coloca os produtos na sacola. Vamos disponibilizar esses alimentos em caixas para evitar tumultos”, explica Carine.

Produtos serão fornecidos de julho a novembro e produtores precisam estar organizados com a produção escalonada (Foto: ALvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Assim como no ano passado, o Governo Federal também disponibilizou o recurso de R$ 250 mil para o PAA. Para se inscrever no programa, famílias em situação de vulnerabilidade social precisam estar sendo assistidas por algum programa e entidade social da rede de proteção e promoção social.

O programa é organizado pela Secretaria Habitação e Desenvolvimento Social em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Rural, escritório municipal da Emater/Ascar-RS, Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), Sindicato Rural e Cooperativa dos Produtores de Venâncio Aires (Cooprova). Informações podem ser obtidas pelo telefone 3983-1030 ou pelo WhatsApp, no número 99766-3105.

Calendário de distribuição

  • 1ª turma – dias 7 de julho, 4 de agosto, 1 de setembro, 6 de outubro, 3 de novembro
  • 2ª turma – dias 14 de julho, 11 de agosto, 8 de setembro, 13 de outubro, 10 de novembro
  • 3ª turma – dias 21 de julho, 18 de agosto, 15 de setembro, 20 de outubro, 17 de novembro
  • 4ª turma – dias 28 de julho, 25 de agosto, 22 de setembro, 27 de outubro, 24 de novembro

Veja mais fotos sobre a plantação de pimentas do casal Ivonir e José Vanderlei Lucas

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome