O que se notou nas últimas semanas é que os Democratas acabaram ‘sumindoÂ’ das discussões do grupo de oposição que vem alinhando uma coligação majoritária em Venâncio Aires. O partido, que também está fora do governo e estava participando das primeiras reuniões das siglas de oposição, deve ‘mudar de ladoÂ’. O DEM praticamente rompeu com os partidos de oposição e a tendência é de que anuncie apoio à chapa governista para disputar as eleições de outubro. Isso é o que adiantou o próprio presidente do partido, João Sthal.

A possibilidade vem sendo discutida internamente entre a direção e filiados e a decisão deve ser anunciada até o final do mês. “Entendemos que temos que pensar se vamos manter ou não coligados com a oposição. Na verdade a questão está praticamente abandonada”, garantiu.Se reunindo com frequência com os filiados, Stahl revela que há uma inclinação para apoiar a situação.

O presidente democrata assegura que já houve algumas tratativas e estão mantendo contato com partidos do governo, especialmente o PDT, que lidera a chapa majoritária na busca pela reeleição do prefeito Airton Artus. Segundo João, outro motivo que garante essa proximidade seria o bom relacionamento que o DEM vem tendo com outras siglas, que já anunciaram apoio à coligação governista, como o PPS, o PCdoB e o PR. Até agora, o governo tem o apoio de nove partidos (PDT, PT, PR, PRB, PSC, PSD, PPS, PCdoB e PHS).

Mais detalhes na edição impressa de 24/05/2012