A terapeuta que ‘fala com os pés’

-

Por 29 anos a sala de aula foi o local de trabalho de Ivani Schuh, 54 anos. Professora de Português, a venâncio-airense que vive em Santa Cruz do Sul atuou em diferentes escolas da rede pública e particular da cidade vizinha.

Após a aposentadoria, sentiu que era o momento de novos desafios profissionais e de empreender em uma área nova e, até então, desconhecida. Foi quando começou a estudar e buscar conhecimento sobre terapias. “Eu gosto de desafios, queria algo diferente que me desacomodasse e fizesse buscar o tratamento diferenciado para as patologias”, declara.

Hoje, Ivani é a única profissional da região capacitada em terapia de Biomagnetismo Microbioenergética. A técnica é realizada com a impactação de pares biomagnéticos de ímãs no corpo e a resposta se dá por meio dos pés, o que fez que se tornasse conhecida como “terapeuta dos pés”.

Ivani atende em nove municípios do Vale do Taquari e Rio Pardo, incluindo Venâncio Aires. Além disso, atende em Canoinhas, Santa Catarina. “Na busca pelo autoconhecimento, encontrei um mar de possibilidades que não percebia. Uma oportunidade ainda maior por estar contribuindo para o bem-estar das pessoas”, afirma.

A área de atuação da terapeuta consiste no equilíbrio do PH biomagnético do organismo. Em uma sessão de uma hora e meia, é possível fazer um rastreio do psicológico, físico, emocional e biológico por meio da técnica. “Nas sessões conseguimos analisar o que desencadeou um conflito que desequilibrou o organismo, de forma que conseguimos ressignificar o conflito e dar um novo olhar para alinhar os cromossomos”, diz.

A técnica é feita com a inserção de ímãs em diferentes pontos do corpo e, por meio da resposta do movimento dos pés para sim e não, pode-se observar o mal funcionamento de algum órgão, presença de vírus, bactérias, fungos, parasitas ou outros patógenos, além de ressignificar problemas emocionais durante o período. “Esta técnica neutraliza e elimina estes agentes patogênicos devolvendo ao organismo o seu estado de equilíbrio”, defende a terapeuta.

Ivani também trabalha com outras técnicas, como cone hindu, laserterapia, auriculoterapia, barras de acess, Reprogramação Músculo Articular (RMA), MTVSS, Cristaloterapia e reiki. “Em uma sessão utilizo mais de uma técnica, conforme a necessidade de cada organismo, pois cada ser é único e tem a sua história de vida registrada no seu DNA”, explica.

ROTINA
Ivani segue em constante aprendizado e estudo para aprimorar os conhecimentos nas técnicas. Um dos primeiros cursos que fez foi em Santa Catarina, na cidade de Canoinhas, cidade onde atualmente fica 15 dias para realizar atendimentos. “Fico 15 dias aqui na região e outros lá. Viajo sozinha de carro até Santa Catarina, são nove horas de viagem.

Isso também é um aprendizado”, comenta. A rotina diária também mudou completamente, já que antes a única mudança era da sala de aula ou escola. “Dei uma repaginada na minha vida, com uma nova forma de ser e evoluir e, de certa forma, me reinventar.”

“Sou muito grata a minha trajetória como educadora, que também me fez feliz por muito tempo. Mas hoje o que me completa e me realiza é minha atual profissão. É uma doação, uma satisfação auxiliar as pessoas no seus processos de evolução, pois cada rastreio possibilita a ressignificação de inúmeras situações conflitivas que fazem parte de sua história de vida.”
IVANI SCHUH
Terapeuta

Bioenergética
A bioenergética diz respeito às dinâmicas energéticas internas e externas que fluem livremente, caso não haja qualquer bloqueio. Quando acontece algum bloqueio, em especial por conflitos, a vida ou força vital não flui livremente, surgindo distúrbios energéticos que podem se manifestar a nível psíquico, emocional, mental e/ou somático.

Pela técnica, é possível acessar os corpos físico, emocional e energético, trazendo informações individuais aos terapeutas. O profissional pode, munido de informações emanadas do próprio organismo e utilizando as diversas técnicas e protocolos de Programação Bioenergética Aplicada, trabalhar emoções/energias/informações reprimidas, represadas ou mal resolvidas.

Empreendedores locais

Nesta semana, se encerra a série ‘Empreendedores locais’, divulgada pela Folha do Mate desde junho deste ano. A série teve como intuito abordar a trajetória de pessoas que investiram no negócio próprio, mudaram de área de atuação e se reinventaram enquanto profissionais. Confira a lista de empreendedores que compartilharam suas histórias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes