Marcelo Fonseca optou pelo ramo da gastronomia saudável porque sempre esteve ligado a este estilo de vida. Há dois anos, é proprietário do Mr Fit (Foto: Taiane Kussler/Folha do Mate)

O conhecimento na área de empreendedorismo e os desafios em conciliar a profissão com a distância da família foram algumas das circunstâncias que motivaram o engenheiro de produção Marcelo Garcia da Fonseca, 41 anos, a tomar uma decisão e apostar em uma outra área de atuação: a gastronomia. Há dois anos, ele é proprietário do Mr Fit.

Assim que concluiu o curso profissionalizante do Senai, em 1996, o venâncio-airense decidiu cursar Engenharia de Produção e fazer especialização em Segurança do Trabalho para atuar na área da indústria. Depois de ter passado por uma experiência na CTA Continental Tobaccos Alliance SA e ter assumido o cargo de gestor de produção na Venax, ele recebeu uma proposta de trabalho em Canoas, para atuar na forjaria Maxiforja, empresa de referência no mercado nacional.

Uma escolha decisiva para o engenheiro de produção que, apesar do amor pela profissão, teve que deixar para trás a família e as raízes construídas no bairro Macedo, local onde morava com a esposa Viviane, 39 anos, e os filhos, Tainá e Pedro, de 21 e 8 anos, respectivamente. “Eu tinha que conviver com uma rotina agitada, estava sempre na estrada, presenciando o dia a dia no trânsito, e ainda passava a maior parte do tempo longe da família”, recorda.

Assim que concluiu a pós-graduação em Administração, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), o engenheiro de produção encontrou uma outra oportunidade de negócio. “As coisas que eu vivenciava na instituição de ensino e a distância da família estavam me martelando e fazendo eu pensar diferente. O curso instigou o meu lado empreendedor e despertou o meu interesse em ser dono do meu próprio negócio”, recorda o engenheiro de produção, que concluiu a pós-graduação em 2017.

O futuro empreendedor sabia que teria um grande desafio pela frente e, mesmo assim, ele estava disposto a abrir mão de um emprego estável para dar asas ao sonho de trabalhar por conta própria na área da gastronomia, uma inspiração que ele carrega de família, quando os pais faziam galinhada nos eventos da comunidade do bairro Macedo. “Minha ligação com a comida já vem de muitos anos. Desde pequeno, eu já estava na volta da churrasqueira e das panelas e tinha experiência em servir aos outros. Este contato com as pessoas também sempre foi muito forte. Fui festeiro por duas vezes e presidente da comunidade durante seis anos”, reforça.

Além disso, Fonseca recorda que não estava feliz em ter que conciliar a família e o trabalho, estando sempre na estrada. “O salário que recebia na empresa de Canoas era muito bom, mas não era naquele lugar que eu gostaria de criar os meus filhos. Um lugar de trânsito movimentado em que as pessoas vivem em casas gradeadas. Queria eles aqui [em Venâncio Aires] e não queria ficar longe”, avalia.

“Pode parecer difícil, mas dá para fazer. O segredo é ter planejamento, humildade para aprender com os erros e ouvir o público, independentemente da área que se deseja seguir.”

MARCELO GARCIA DA FONSECA – Empreendedor

Alimentação saudável: uma oportunidade de negócio

Assim que tomou a decisão de empreender na Capital Nacional do Chimarrão, de retornar à cidade natal e aos vínculos familiares, Fonseca optou pelo ramo da comida saudável. A decisão foi tomada porque ele e a esposa, preservam o estilo de vida saudável, ligado ao esporte e ao contato com a natureza, desde que começaram a pedalar juntos, há aproximadamente 7 anos.

Com foco na qualidade de vida, Fonseca foi atrás de franquias neste setor, para entender mais sobre o novo negócio, inaugurado há dois anos. “Optei pela franquia pela facilidade, mas percebi que o feeling do dono com o público local era muito importante para impulsionar o negócio”, observa.

Antes de assumir os riscos com o novo empreendimento, Fonseca fez um planejamento de investimentos e avaliou a possibilidade de assumir este desafio. “Minha esposa já tinha uma renda fixa e um emprego estável como professora, isto também influenciou a minha decisão de deixar o meu emprego para seguir em outro ramo”, considera.

Segundo o empresário, a vontade de atuar na área da gastronomia e de trabalhar com pessoas era um objetivo de vida. Contudo, os projetos não tinham saído do papel antes, porque o empreendedor não tinha autonomia para assumir uma empresa e ter a liberdade de fazer o que considera ser correto. “Tenho sempre o olhar voltado para as pessoas e valorizo o feedback dos meus clientes. Por isso, estou sempre testando novos pratos para adaptar ao paladar da região”, destaca o proprietário do Mr. Fit, de Venâncio Aires. Uma das filosofias do empreendedor é a troca de experiências entre os empresários que atuam no mesmo ramo. “Há lugar para todos, por isso, precisamos ajudar uns aos outros”, reforça Fonseca, que também faz questão de comprar os produtos de fornecedores do município para fomentar a economia local.

Testar novos pratos e adaptar o cardápio ao paladar dos clientes estão entre as estratégias do empreendedor (Foto: Taiane Kussler/Folha do Mate)

Conforme o empreendedor, o principal desafio encontrado após a aposta no novo empreendimento foi encarar uma pandemia, nos primeiros dois anos após a inauguração, período em que estava alinhando os negócios. Além disso, ele ainda percebe o preconceito em relação ao sistema à la carte (em vez de buffet) e o conceito de que comida saudável não tem sabor. “Disseminar esta ideia foi bem difícil e desafiadora, mas tudo se alinhou para que isso acontecesse e agora tenho que brindar este desafio”, comemora.

Cases inspiradores

Desde 25 de junho, a Folha do Mate divulga a série de matérias ‘Empreendedores locais’, que destaca histórias de venâncio-airenses que investiram em um negócio próprio, mudaram de área de atuação e se reinventaram enquanto profissionais. A intenção é mostrar cases de sucesso, com pessoas que viram na mudança uma oportunidade de conquistar a realização pessoal e profissional. Se perdeu as outras histórias, assista aos vídeos dos empreendedores nas nossas redes sociais e leia as matérias abaixo:

Liderança feminina na construção civil

Incentivo de familiares e amigos foi essencial para a decisão de investir em um novo negócio

Mais do que um negócio, incentivo ao protagonismo feminino

Com e por amor, a aposta em um novo negócio

Da mecânica à gastronomia: a história do empreendedor Benhur Barcellos Xavier

Empreendedor local: um estúdio de tatuagem no interior

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome