Alunos do EJA Diurno terão qualificação técnica

-

Uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e o Instituto Federal Sul-Rio-grandense (IFSul) irá possibilitar que alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) Diurno tenham qualificação técnica a partir de fevereiro.

A partir de um projeto-piloto, o diretor-geral do IFSul, Cristian Oliveira Conceição salienta que serão ofertados cursos de Língua Inglesa, Inspeção de Qualidade e Auxiliar Administrativo para estudantes do ensino fundamental, com idade entre 15 a 18 anos incompletos. As aulas técnicas do projeto denominado ‘EJA Fic’ devem ser realizadas sempre nas segundas e sextas-feiras. Nos demais dias, as aulas serão realizadas junto à Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) José Duarte de Macedo, no bairro Macedo.

Até o ano passado, as aulas do EJA Ensino Fundamental eram realizadas à noite. A coordenadora pedagógica da secretaria de Educação, Alice Theis, explica que uma normativa de 2010 – que dava um prazo de dez anos para normalização – determina que jovens menores de 18 anos, que frequentam a modalidade, devem estar na sala de aula durante o dia, no turno da manhã ou tarde. Sendo assim, a partir de 2020, a Macedo passa a atender aproximadamente 120 alunos, divididos em quatro turmas de manhã e tarde no EJA do Ensino Fundamental. Já os jovens maiores de 18 anos que estejam cursando a modalidade ainda poderão frequentá-la no turno da noite.

Para dar um ‘gostinho’ diferente para essa nova experiência, os estudantes terão a oportunidade de conciliar o ensino das disciplinas básicas da grade curricular com uma qualificação técnica. “Acho extremamente importante os alunos ampliarem seus horizontes e acho que essa parceria vai possibilitar isso. A partir disso, eles poderão ver a expectativa do mercado, indo além da sala de aula”, ressalta Alice.

FIQUE ATENTO

  1. A normativa não muda para aquele estudante que trabalha ao longo do dia, mas é menor idade. É obrigatoriedade do estudante menor de 18 anos estudar de dia.
  2. O deslocamento até o IFSul será subsidiado pelo Município.
  3. As aulas técnicas somarão 200 horas e, quando completadas, o aluno receberá o certificado de conclusão pela Secretaria de Educação e pelo IFSul.

LEIA MAIS: Curso superior do IFSul Venâncio Aires está confirmado para 2021

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes