Isabel atua seis anos na Emei Closs (Foto: Juliana Bencke/Folha do Mate)

Quando pega o violão e começa a tocar e cantar, a professora Isabel Cristina Poletti, 47 anos, transforma a sala de aula em um palco. Os olhinhos atentos e brilhantes na plateia são a inspiração para que, a cada dia, a docente da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Frederico Reinaldo Closs busque inovar nas atividades. “O que me motiva é o amor pela profissão”, afirma a ‘profe’ do Nível II A.

Isabel é primeira finalista do ‘Adiante, professor’ apresentada pela Folha do Mate. Ela concorre na categoria Educação Infantil – até 3 anos. Natural de Muçum, ela atua há seis anos na Emei Closs, no bairro União.

Atualmente, são 18 crianças de dois e três anos sob os cuidados dela e da monitora Bruna Wollmann. Trabalhar a música na educação infantil é uma das apostas da profissional que, desde pequena, cultivava o sonho de ser professora. “Nas brincadeiras de faz de conta, com as amiguinhas, era sempre a professora.”

Ao mesmo tempo, ela sempre manteve o desejo de aprender a tocar violão. Quando jovem, até praticou algumas aulas, mas não se sentiu preparada para continuar. “Após alguns anos, retornei as aulas com determinação, pois desejava aprender para que pudesse desfrutar da música nos momentos de lazer e, principalmente, utilizar este recurso no espaço escolar”, conta.


“Trabalhar com a etapa da Educação Infantil é estar sempre num constante movimento. É um comprometimento social diário.”

ISABEL CRISTINA POLETTI – Professora


Os dois anos e meio de curso de violão garantem aulas cheias de arte e alegria. “Procuro sempre trazer uma novidade para a turma. Eles adoram uma surpresa”, diz Isabel. Uma das atividades organizadas por ela, em parceria com outros profissionais da escola, são teatros para serem apresentados a todas os alunos da Emei, na semana da criança ou em outras datas comemorativas.

Além disso, ela e a monitora Bruna também encenam pequenos espetáculos para a turma. Com a dedicação e o amor das profissionais, alguns acessórios coloridos e o violão de Isabel dão vida a uma história. “Diariamente, busco realizar dinâmicas, músicas, representações, brincadeiras e solucionar conflitos através do desenvolvimento de projetos que visem a valorização de princípios e valores éticos e morais”, destaca a professora.

LEIA MAIS: Conheça os finalistas do Prêmio ‘Adiante, professor’

Atividades artísticas desenvolvidas pela professora Isabel, à direita, e a monitora Bruna envolvem os alunos do Nível II A, da Emei (Foto: Juliana Bencke/Folha do Mate)

ACOLHIMENTO 

Para que as crianças gostem de estar na escola, Isabel busca organizar um espaço físico acolhedor e promover atividades, brincadeiras e projetos com temáticas do dia a dia, que proporcionem o envolvimento entre as crianças e professores. “Estamos trabalhando muito a questão da afetividade”, comenta.

As ações que vão além da sala de aula e envolvem as famílias também fazem parte da rotina de trabalho da professora. Seja para enviarem uma fotografia da família que será exposta na escola ou para construírem algum material para os projetos da turma, os pais são estimulados a participar. “Sempre penso que o principal objetivo do nosso trabalho entre família e escola é primar pelo bem-estar e o desenvolvimento integral das crianças”, ressalta a professora.

LEIA MAIS: ‘Adiante, professor’: exemplos para inspirar e destacar avanços na educação

PERFIL 

Natural de Muçum, Isabel Cristina Poletti desejava cursar Magistério, quando concluiu o Ensino Fundamental. No entanto, o sonho precisou ser adiado pois a a família não tinha condições para pagar os estudos em outra cidade.

Já adulta, cursou licenciatura em Pedagogia e logo ao término prestou concurso público no município de Muçum, onde trabalhou por dois anos e meio. Neste período, fez concurso em Venâncio Aires, para onde se mudou há seis anos, após ser contratada.

Desde então, atua na Emei Frederico Reinaldo Closs. Segundo a diretora da escola, Catiuscia Nagel, uma das características de Isabel é colocar amor em tudo o que faz. “É uma professora muito criativa e que trabalha muito com a questão dos sentimentos.”

SÉRIE DE MATÉRIAS 

A Folha do Mate inicia, hoje, a divulgação das matérias sobre os finalistas do prêmio ‘Adiante, professor’. A série se estende até dia 22, véspera da entrega da premiação, que ocorre durante a Feira do Livro.

Amanhã, será apresentada a história da professora Laureci Teresinha Rodrigues, da Emei Infância Feliz, segunda finalista na categoria Educação Infantil – até 3 anos.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome