Termômetros e máscaras foram enviados às escolas da Ensino Médio de Venâncio Aires (Foto: Débora Kist/Folha do Mate)

A 6ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) entregou na quinta-feira, 22, parte dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) destinados às escolas estaduais de Venâncio Aires. Na entrega, os pacotes, contendo quatro termômetros e cerca de 500 máscaras cada, eram específicos para educandários de Ensino Médio, incluindo o Colégio Poncho Verde, de Mato Leitão.

Os itens estavam disponíveis na escola Monte das Tabocas e foram levados por Joice Battisti Gassen, responsável pela chefia pedagógica da CRE. Na próxima semana deve ocorrer a entrega dos materiais de limpeza, como álcool líquido, álcool gel, detergente, papel toalha e tapetes sanitizantes. “Enquanto não tiver todos os materiais e EPIs, nenhuma escola volta”, destacou Joice.

Ter tudo à disposição, aliás, é a condição esperada pela Prefeitura de Venâncio Aires, que publicou decreto na última terça-feira, 20, proibindo o retorno da rede estadual no município enquanto isso não estiver contemplado.

Nesta sexta-feira, 23, a fiscal de Posturas e coordenadora técnica da Secretaria da Fazenda, Daniele Mohr, reiterou que, mesmo com a chegada dos materiais que ainda faltam, o retorno não é garantido. Qualquer decisão passará por uma reunião do Centro de Operações Emergenciais de Saúde para a Educação (COE-E) Municipal para reavaliar a situação.

Diretor da Wolfram, Arno Junior, recebeu quatro termômetros e cerca de 500 máscaras (Foto: Débora Kist/Folha do Mate)

Levantamento

Caso seja liberado o retorno das escolas estaduais de Venâncio Aires a partir da próxima semana, os educandários precisam se organizar para o Ensino Médio e também para o Fundamental. Para este último, será feito novo levantamento para saber do real interesse das famílias em liberar os filhos às aulas presenciais.

“Acredito que nosso público, se acontecer um retorno, será daquele aluno que tem dificuldade no acesso à internet ou no entendimento do conteúdo. Claro que todos os estudantes que estiverem dispostos serão recebidos, pois têm autonomia para escolher”, relatou o diretor da escola Wolfram Metzler, Arno Rodrigues Junior.

Doação

As máscaras entregues nesta semana não são do lote de compra da Secretaria Estadual de Educação. Todas são uma doação da Secretaria Estadual da Saúde. Já os termômetros foram comprados. São 355 para as escolas abrangidas pela 6ª Coordenadoria Regional de Educação.

Datas

  • Pelo calendário do Estado, o Ensino Médio público já poderia ter retornado na terça, 20. Mas, com o atraso na entrega dos materiais, um provável retorno deve ficar para a semana que vem.
  • Os próximos dias também marcam a possível volta do Ensino Fundamental. Mas, neste, o retorno tem diferenças nos níveis e nas redes.
  • A partir de quarta, 28, anos finais e iniciais do Ensino Fundamental de escolas particulares e municipais podem voltar – se assim entenderem as Prefeituras. A mudança foi anunciada nesta semana pelo Governo do Estado.
  • Já na rede pública estadual, as datas permanecem as divulgadas anteriormente: 28 de outubro para anos finais do Ensino Fundamental e 12 de novembro para o anos iniciais do Ensino Fundamental.

Situação das escolas particulares

Por Rosana Wessling

Com a possibilidade de retorno do Ensino Fundamental da rede privada a partir da próxima quarta-feira, 28, a reportagem entrou em contato com as três instituições particulares de Venâncio Aires e o cenário é diferente em cada escola.

O Colégio Professor José de Oliveira Castilhos ainda não tem previsão de retorno. A instituição realizou uma reunião na última semana, mas, segundo o presidente da Cooperativa de Profissionais em Educação de Venâncio Aires (Coopeva), Engelberto Henn, uma data ainda não foi definida.

O Colégio Bom Jesus já retornou o Ensino Infantil e Médio no modo híbrido, porém para o retorno do Ensino Fundamental a instituição aguarda um decreto do Município. Por isso, no momento, a escola ainda não possui um posicionamento a respeito do retorno.

O Colégio Gaspar Silveira Martins iniciará com o ensino híbrido no Ensino Fundamental II, que vai de 6º ao 9º ano. Já as turmas de 1º ao 5º ano, Ensino Fundamental nível I, retomam apenas com atividades do turno oposto. Conforme a instituição, reuniões estão sendo realizadas para organizar um possível retorno híbrido do nível I no dia 3 de novembro.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome