A aguardada Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Yolita da Cruz Portella abre as portas para reduzir a demanda por vagas em Venâncio Aires. Para quem estava em espera, como a mãe Angélica de Oliveira de 23 anos, o espaço agora traz tranquilidade para trabalhar.

Há dois anos em busca de uma vaga, a moradora do bairro Morsch foi uma das primeiras a chegar ontem no dia letivo inaugural da unidade. Eram por volta de 6h25min, quando professores e direção chegaram na escola, instalada no bairro Brígida, para começar oficialmente o atendimento.

Angélica que veio alguns minutos depois, trazia a filha Victória de Oliveira Padilha. Aos cinco anos, ela ingressa pela primeira vez em uma Emei e estava ansiosa por conhecer o local. A mãe conta que foi avisada por telefone, pela Secretaria de Educação, da vaga aguardada e sabe da importância. “Pra mim é tudo. Posso ir trabalhar tranquila agora”, afirma Angélica.

A mesma tranquilidade a partir de quarta-feira, 25, que terão o casal dos gêmeos Davi e Paloma Ferreira Kirch. A dupla de cinco meses veio com os pais Sandro Henrique Kirch e Rita Carla Porto Ferreira, trazer a irmã Vanessa, que com cinco anos começou ontem na escola. Os gêmeos vão se transferir da escola infantil Osmar Armindo Puthin no bairro Cruzeiro, onde ficam até hoje, para a Emei Yolita, por uma questão de zoneamento.

Confira a reportagem completa no flip ou edição impressa de 24/06/2014.