Escolas de Mato Leitão adotam novos formatos para realizar formaturas

-

Concluir um ciclo importante na trajetória de estudante é sempre um momento especial e marcado por muitas comemorações. No caso das escolas de Mato Leitão, as solenidades de formaturas sempre foram tradicionais e contavam com a participação de estudantes, professores, familiares e amigos. No último ano, no entanto, as turmas de formandos precisaram encarar um cenário atípico e pouco favorável para esses eventos.

No Colégio Estadual Poncho Verde, a única instituição com oferta do Ensino Médio em Mato Leitão, a formatura das duas turmas de 3º ano ocorre nesta sexta-feira, 15, às 19h, por meio de uma transmissão ao vivo pela internet. O diretor da escola, os professores coordenadores e paraninfos e a secretária que fará a leitura da ata estarão na escola e os alunos e familiares acompanharão de casa.

Stefani Mahle é uma das formandas do Ensino Médio no Poncho Verde. Ela pretende estudar Biomedicina (Foto: Greice Alana/Divulgação)

Para a estudante Stefani Mahle, 18 anos, assim como no decorrer de todo o ano passado, o sentimento que prevalece em relação à formatura é de impotência. “E um enorme aperto no coração por não podermos encerrar esse ciclo da forma que merecemos”, compartilha. A jovem conta que o plano inicial da turma era fazer uma comemoração pequena, apenas com colegas e pessoas próximas. Agora, ela espera que eles possam se reunir depois que a pandemia terminar para comemorar. “A formatura ainda é muito esperada por mim, um momento para agradecer aos que me auxiliaram nessa trajetória e me despedir da escola, lugar que me acolheu todos esses anos”, destaca.

Além da formatura, outra tradição dos alunos do 3º ano do Colégio Poncho Verde é fazer uma viagem para marcar a despedida da escola. “Infelizmente nossa viajem a Porto Seguro foi cancelada. Fiquei bem triste com a situação, pois seria uma vivência diferente entre colegas”, relata Stefani.

Antes de o formato da formatura ter sido definido, Stefani comentou que preferia que ela acontecesse em formato drive-in (no qual o público assiste de dentro do carro). “Me sinto bem triste por não ter o contato com os meus colegas ainda e não poder estar junto com eles na formatura. Agradeço muito ao diretor e todos que se engajaram para tentar fazer uma formatura para nós, porque eu sei que não foi fácil.”

Vó Olga fará formatura com horários agendados

A formatura das duas turmas de nível 6 da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Vó Olga também ocorrerão de maneira diferente neste ano. O tradicional evento que reunia famílias, crianças e equipe de profissionais da escola foi remodelado e, apesar de permanecer no formato presencial, não reunirá todas essas pessoas em um mesmo espaço.

Segundo a diretora da instituição de ensino, Betina Alice Henz da Cunha, a escola e a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto decidiram realizar a formatura por meio de horários agendados para cada família. “Como o presencial no coletivo não é possível, vamos fazer um ato mais simbólico dentro da escola, junto com a entrega dos portfólios dessa turma”, explica.

Nos dias 25 e 26 deste mês, participarão da atividade os alunos do nível 6 A, e nos dias 27 e 28 será a vez de quem frequenta o nível 6 B. Nos quatro dias, a entrega dos portfólios iniciará às 18h30min e a previsão é que cada família tenha cerca de 15 minutos. A escola montará um cenário para fotos e haverá entrega do diploma e a colocação do capelo. “Foi uma alternativa para não deixar passar em branco esse momento tão bonito”, observa a diretora.

Os pais Miciele e Anderson Petter e o irmão caçula, Joaquim, de 9 meses, vão acompanhar a formatura de Maria Valentina (Foto Bitsch/Divulgação)

Mãe da Maria Valentina Oliveira Petter, 6 anos, Miciele Oliveira da Silva, 29 anos, conta que gostou da maneira como a formatura da filha vai acontecer. Ela destaca que essa será uma forma de todos estarem seguros e desse momento não passar em branco. “Gostaríamos muito de ver uma formatura, é um momento especial para as crianças principalmente. Mas temos que analisar o contexto atual da pandemia. É complicado”, avalia. De acordo com ela, a família estava ansiosa para a formatura da filha mais velha e gostaria que alguma celebração fosse feita.

Na Santo Antônio de Pádua, formatura do 9º ano foi cancelada

Na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Santo Antônio de Pádua (SAP) os integrantes do Centro de Operação de Emergência em Saúde para Educação (COE-E) local, tendo como base os planos de contingência, definiram que não será realizada a solenidade de formatura do 9º ano.

A diretora da instituição de ensino, Cátia Roberta Vogt da Rosa, comenta que a celebração sempre é organizada pelos próprios estudantes com o auxílio das professoras conselheiras. Como neste ano, por causa da pandemia, a turma não conseguiu realizar ações que viabilizam a promoção do evento e também há medidas de prevenção à Covid-19, optou-se por não promover a celebração. O histórico escolar dos alunos será entregue no dia 22 deste mês.

Larissa e os pais Jonas Macier Ferreira e Juliana de Saibro Ferreira esperavam pela solenidade de formatura (Foto: Arquivo pessoal)

A família de Larissa Eduarda Ferreira, 15 anos, estudante do 9º ano da SAP, estava ansiosa pela formatura. Segundo a mãe, Juliana de Saibro Ferreira, 39 anos, toda a turma esperava pela solenidade e pela viagem de fim de ano, que já estavam sendo planejadas. “Para nós, pais, é uma realização ver a formatura do filho, é uma lembrança que fica guardada para sempre. E para a Larissa, como aluna, é muito importante, pois estava otimista e muito entusiasmada. Era o último ano na SAP. Ela faz parte do Grêmio Estudantil e é uma das líderes da turma. A expectativa era enorme”, relata.

Juliana ainda conta que eles ficaram frustrados porque a cerimônia não será realizada. “Uma cerimônia iria coroar o ótimo aprendizado e o convívio com os colegas e professores que eles tiveram durante anos”, avalia. Para não deixar essa data especial passar em branco, eles pensam em fazer uma confraternização em família. A mãe aproveita ainda para agradecer a todos os professores e a equipe de diretiva da Emef Santo Antônio de Pádua que passaram pela vida da filha ao longo dos últimos anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Destaques

Últimas

Exclusivo Assinantes