O secretário estadual da Educação, Vieira da Cunha, participou nesta semana, da divulgação da Base Nacional Comum para o ensino, anunciada pelo ministro da Educação, Janine Ribeiro, em Brasília. O documento detalha o que precisa ser ensinado aos alunos em cada disciplina e etapa de ensino. A ideia é estabelecer um currículo nacional com metas para todas as escolas brasileiras, sejam públicas ou privadas.

O documento servirá de referência para discussão da base nacional curricular da educação básica, prevendo os conteúdos para as áreas de Linguagem, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas em cada etapa escolar do estudante. As bases comuns nacionais dos componentes curriculares contemplam 60% do currículo da Educação Básica; e os 40% restantes se destinam a conteúdos regionais, atendendo às especificidades locais, conforme prevê o Plano Nacional de Educação (PNE), aprovado em 2014.

Para o ministro, a consulta pública é um importante instrumento de participação democrática, que permitirá à sociedade brasileira contribuir para a construção dos currículos dos ensinos fundamental e médio. “é um documento de discussão, e é muito importante que cada componente curricular seja amplamente discutido por todos que trabalham com esses componentes, sejam professores, pesquisadores, mas também por todos os membros da sociedade”, disse Janine Ribeiro.

O documento de referência e mais informações são encontrados na página da Base Nacional Comum na internet. A proposta está aberta para audiências públicas e o texto final deve ser aprovado em junho de 2016.