Depois das férias de verão, é hora de voltar para a escola (Foto: Alvaro Pegoraro/Arquivo FM)

O ano letivo nas escolas estaduais de Venâncio Aires iniciou nessa quarta-feira, 19, junto com as aulas da rede pública municipal. As escolas particulares já haviam começado antes. Em função da paralisação do Magistério no ano passado, em Venâncio Aires, a Escola 11 de Maio começa o ano letivo no dia 2 de março, com exceção da pré-escola, de competência do Município, que dá a largada para as aulas amanhã na escola do bairro Coronel Brito.

Segundo informações da 6ª Coordenadoria Regional de Educação (6ª CRE), os professores estaduais já estão reunidos desde segunda-feira, 17, dentro do projeto ‘Escola Gaúcha’, que prevê o alinhamento de todas as escolas a partir de uma nova organização curricular.

IMPLANTAÇÃO

Conforme o coordenador regional de Educação, Luiz Ricardo Pinho de Moura, várias mudanças estão sendo implantadas neste início de ano letivo nas escolas públicas estaduais. Uma das modificações altera a expressão dos resultados da avaliação dos alunos de conceito descritivo para notas de 1 a 10.

De acordo com ele, não muda a maneira de avaliar, mas a forma de expressar o resultado. A proposta é alinhar as avaliações entre as escolas e manter um processo de avaliação e de aprendizagem que seja significativa para o aluno.

MAIS PROFESSORES

A flexibilização da carga horária é o fator determinante na introdução das novas disciplinas no Ensino Fundamental. A partir deste ano, as turmas de 1º ao 5º anos passam de um para três professores. Eles terão professores específicos para as disciplinas de Educação Física e Produções Interativas.

Os anos finais – 6º ao 9º – agregam as disciplinas de Espanhol, Inglês e Projeto de Vida. Para estas mudanças, o coordenador da CRE destaca que as direções das escolas foram orientadas a buscar nas próprias instituições profissionais com Magistério Técnico ou Pedagogia que tenham relação com estas áreas. “Queremos profissionais que tenham o perfil para estas disciplinas e que tenham já algum vínculo com a escola e o Estado. Caso não seja possível adequar, iremos contratar profissionais”, destaca.

O coordenador diz que, mesmo com a introdução de novas matérias em sala de aula, não haverá falta de professor. “O quadro de professores na região ainda não está completamente fechado, mas estamos avaliando cada escola conforme o início das aulas em função da paralisação”, ressalta Pinho de Moura.


“Será um ano de grande propósito. Que os diretores e professores sejam grandes líderes, sabedores daquilo que se está construindo com as mudanças na educação.”

LUIZ RICARDO PINHO DE MOURA – Coordenador regional de Educação da 6ª CRE


O QUE MUDA NAS ESCOLAS DO ESTADO

  • Nova organização curricular para alunos do 1º ao 5º ano: turmas passam do ensino global, com um professor, para horas/aula com a atuação de três professores: o regente da turma, um professor de Educação Física e um professor para a disciplina de Produções Interativas, que será implantada com objetivo de trabalhar especificamente questões de escrita, fala, produções textuais e outras questões da prática educativa.
  • Novas linguagens: as turmas de 6º ao 9º ano, além das aulas de Inglês, terão a Língua Espanhola na carga horária. Passa a ser introduzida a disciplina Projeto de Vida, que vai buscar trabalhar as habilidades e competências dos estudantes.
  • Gradativamente, começa a vigorar o projeto do Novo Ensino Médio. Em Venâncio Aires ele está ativado, como piloto, na Escola Estadual de Ensino Médio Wolfram Metzler. Até 2022 deve estar aplicado em todas as escolas estaduais de Venâncio.
  • Notas: portaria publicada pelo Governo do Estado altera a expressão dos resultados da avaliação dos alunos de conceito descritivo para notas até 10.
  • Diário de classe online: ferramenta que ainda está sendo implantada e que vai facilitar o acesso de pais, professores e direções. Poderá ser feito acompanhamento do aproveitamento do aluno, de forma online, como a frequência escolar, por exemplo.
  • Programa Façanhas: refere-se à correção da idade e série/ano em que o aluno está inserido. Haverá um professor específico que fará as avaliações para, a partir de avaliações, observar a possibilidade de progressão de série, conforme a idade.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome